O que que o cruzeiro tem?

Tempo de leitura: 2 minutos

Responda rápido: qual o time titular do Cruzeiro?

Elenco

(Arte: @bredmatta)

Difícil, né? Pensando um pouco aqui, acho que meu time titular seria: Fábio, Mayke, Ceará, Bruno Rodrigo, Dedé, Egídio, Nilton, Souza, Lucas Silva, Henrique, Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart, Julio Baptista, Willian, Dagoberto, Martinuccio, Borges e Vinicera.

Infelizmente a regra de que só podem jogar 11 caras atrapalha um pouco, mas é um time e tanto, sem contar que há os reservas que entraram bem esse ano e corresponderam, como Luan, por exemplo.

O Cruzeiro não tem um elenco recheado de estrelas. Se alguém viajasse no tempo e falasse para um cruzeirense de 2012 qual seria o time de 2013, tirando Julio Baptista, Dagoberto e Dedé, acho que o torcedor nem se empolgaria muito.

Acontece que, mesmo sem Julio e Dagol o Cruzeiro já fazia uma excelente campanha. Não existe uma dependência dos medalhões. Pelo contrário, jogadores como Éverton Ribeiro, que ainda têm muito a mostrar no futebol resolveram que tão afim de fazer isso no Cruzeiro de 2013.

Caso eu precisasse definir o elenco Cruzeirense em uma palavra, não pensaria duas vezes em dizer: equilíbrio.

Se o Dagoberto é suspenso, o Willian corresponde, se o Willian se machuca, o Martinuccio tá ali para não deixar o nível cair. Tudo bem que a zaga perde um pouco sem qualquer um dos dois titulares, mas somente em um setor o time depende completamente de um jogador: a lateral esquerda, que, hoje, não pode ficar sem Egídio.

Aí você me diz: “nossa, mas deve ser difícil a vida do Marcelo Oliveira para administrar esse elenco”. Sim. Realmente, não é para qualquer um manter o elenco nas mãos, mas a impressão que temos é que, mesmo com esse elenco gigantesco e com muitos jogadores com condições de ser titulares, o ambiente no grupo é excelente.

Eu, que não convivo e não conheço o dia a dia do clube de perto, consigo notar pelas comemorações de gols, com todos os jogadores sempre fazendo questão de se abraçarem.

Olha o monte de reserva feliz (Foto: Denilton Dias/Vipcomm)

Olha o monte de reserva feliz (Foto: Denilton Dias/Vipcomm)

O calendário cruel do segundo semestre acaba ajudando o Marcelo Oliveira. Ter um elenco equilibrado pode ser o diferencial do Cruzeiro para competir com os demais times do meio da tabela nessa época em que contusões são tão comuns.

O cruzeiro não tem craques consagrados no time, mas sim um elenco operário, bem treinado e com muita vontade de vencer. Se você olhar pra trás, isso foi o que sempre deu certo na história do clube. Acho que dá pra acreditar que essa fórmula tem chance de dar certo.