A postura e a vergonha

Tempo de leitura: 3 minutos
Torcida 2007 - Elmo Alves

Torcida 2007 – Elmo Alves

10 pontos. 3 vitórias e 1 empate. Muito pouco, se o Cruzeiro não tivesse que perder 4 jogos pra isso enquanto outro acumular esses resultado, mas nessa semana já se foram duas derrotas.

Perder pro São Paulo em casa é questão de freguesia mesmo, perder pro Atlético no Independência não é nenhuma calamidade pública e 10 pontos ainda é uma larga vantagem, porém… é preocupante!

A postura do Cruzeiro neste último jogo foi para empate e tenho por mim que quem joga pra empate merece a derrota. Nada mais justo.

O Cruzeiro contradisse ele mesmo. O time que chegou a liderança não distinguindo o que era seu mando de campo ou não, perdeu para si mesmo. O Cruzeiro aprendeu e nos acostumou com um futebol bonito, em direção ao gol, marcação forte, troca de passes rápidos. E ontem não fez isso. Ontem não foi Cruzeiro.

Eu tenho certeza absoluta que o Cruzeiro pode ganhar de qualquer time que seja e não é o primeiro texto que escrevo isso. O único jeito de perder esse campeonato é perder pra ele mesmo. O que aconteceu nesse último jogo.

Não tirando o mérito do grande encaixe tático do Atlético que conseguiu impor sobre o Cruzeiro, mas enfatizando o quanto o Cruzeiro permitiu isso. Não é um ou outro jogador, que todos já provaram que são melhores que isso, mas a postura.

Ainda dá tempo de acordar. Quarta irei ao Mineirão e espero ver o líder de volta e até cantar “o campeão voltou”, porque campeão será se voltar com a postura antiga, não aquele Cruzeiro que jogou pelo empate de ontem.

E pelo jeito, apenas quarta poderei ir. Porque uns “homens em bando” usufruíram da sua BURRICE COLETIVA pra nos tirar mandos de campo.

Tenho vergonha que usem o mesmo time que torço como desculpa, eu tenho medo desses seres. Medo, vergonha, pavor… Raiva,  muita raiva. Estes não são homens nem aqui nem em qualquer lugar do mundo. Tenho VERGONHA!

Nos últimos dois anos, só faltei a dois jogos do Cruzeiro no Independência, Sete Lagoas ou no Mineirão, e os dois que não fui foram em 2012. Não pertenço a nenhuma torcida organizada e pago fielmente o meu sócio torcedor, mas esses PRIVADOS DE INTELIGÊNCIA vão tirar o meu direito de apoiar o meu clube na hora que mais precisa porque os chamaram de “Maria”.

Não é porque nascem com órgão reprodutor masculino que são homens. Tenho vergonha. Sei que existem organizadas que propiciam festa, que querem o bem do clube, cantam para o clube, mas estes aí… não acredito que é PELO BEM do clube.

Eu tenho família, estudo, trabalho honestamente e torço pra um time de futebol, não aceito que os seres que não tem ideia do que é respeito entrem pro meu grupo e sejam chamados de “torcedores”. Espero que o Cruzeiro se posicione acerca disso e, antes do MP, o próprio clube tenha alguma ação. Lugar de bandido é na cadeia e lugar de torcedor é no estádio.

Aliás, todos são culpados. Cruzeiro por disponibilizar ingressos às “organizadas” (é o que dizem, tenho nada pra comprovar); Atlético, Arena Independência e PM, responsáveis pela segurança do local. E não é mesmo, cadê a PM pra prender os bandidos?

(Por favor, não quero ser ameaçada de morte por causa desse texto…)

Luciana Bois

Luciana Bois

★★★★ Uma maria que possui a estranha mania de ter fé na vida. ;D
  • Republicou isso em Squadra Azzurra.

  • Luiz Péricles

    Resumiu bem em poucas palavras tudo que representa o torcedor do bem e muito boa alfinetada no bando que se diz torcedor , Parabéns!!! belo texto…..

  • Prezada Luciana,

    Primeiramente agradeço o espaço e concordo com boa parte do seu texto. Entretanto, gostaria de fazer algumas ressalvas:
    Discordo da pontuação do primeiro parágrafo. Se outro time tirar a diferença de dez pontos, somos campeões pelo critério de desempate. O outro postulante ao caneco tem que fazer 11 pontos, isto é, 3 vitórias e 2 empates, portanto, 5 jogos. Só entra na conta o número 4, se o concorrente fizer 4 vitórias a mais nos 10 jogos restantes.

    Outro ponto pertinente é que seu texto também não aborda o esgotamento físico do nosso time e o descanso que o rival teve durante a semana. Por conseguinte, também não abrange diferença de motivação entre as partes para tal jogo. Para o Cruzeiro era mais uma partida fora, administrando um monte de pontos frente aos outros adversários. Para eles, o jogo do campeonato.
    Essa diferença de mobilização já aconteceu num passado recente, na lambada de 4×1 no turno, quando as motivações eram totalmente desiguais.

    Me alongando um pouco mais, após o embate, acredito que eles entrarão de férias até o fim do Campeonato Brasileiro. O último jogo com essa pegada, foi ontem. Resumindo a premissa, um jogou pelo prato de comida, o outro pela sobremesa.

    Por fim, sobre as organizadas existem generalizações, não são todas, são algumas. Assim como quem às compõe. Não são todos, são alguns integrantes. Tem que ser punidos? Exemplarmente! Mas a punição ainda não saiu. E o que eu quero dizer com isto? Que você está se precipitando no castigo. Pode ser multa, já que Vasco x Corinthians em Brasília foi muito mais complicado e não deu “10 jogos de suspensão” como a imprensa insiste em destacar para vender jornal.

    No mais, acredito numa vitória na quarta e estaremos a 3 vitórias do título na minha modesta opinião.
    Saudações Cruzeirenses sempre.
    E mais uma vez obrigado pelo espaço.

    • Já tinha feito esse calculo. Só fui simplista mesmo =] 4 vitórias a mais já muda tudo, como você mesmo disse.
      Entendo a questão do esgotamento físico, o mesmo para qualquer outro time. A sequência anterior antes da copa do Brasil foi bem pior, nem por isso eles caíram tanto de rendimento. Já retratei isso aqui em outro texto. O Ricardo Goulart, na saída do campo ontem, disse que o empate seria bem vindo e não conseguiram. Essa mentalidade que não pode existir. O Cruzeiro não sabe jogar pra empatar.
      Eu coloquei a observação que não é generalizando ali. Falar em punição para organizadas hoje em dia é uma utopia nesse mundo. Se não tiver a extinção, sempre usarão o clube como desculpa para seus atos. Acho que será de dois a quatro jogos de suspensão, assim como foi pro Corinthians. E sendo suspenso, o Cruzeiro terá que usar muito dos seus bastidores para que a punição não caia no jogo contra o Grêmio.