Marcelo Moreno de Volta, Fábio Batendo Recordes e a Chance de Wallace

Tempo de leitura: 4 minutos
(Foto do Superesportes)

(Foto do Superesportes)

Olá amigos.

Tive um pesadelo essa noite. Sonhei que o Cruzeiro estava renovando o contrato com um jogador velho, que recebe quase um milhão de reais por mês e se recusa a disputar as partidas do time fora de casa. Além disso, esse jogador se escondia em grandes decisões, não corria e só jogava com a bola no pé, em câmera lenta. Fiquei desolado no sonho. Acordei e vi que essa tragédia realmente aconteceu. Mas não com o Cruzeiro. Fiquei feliz.

Agora, vamos para a parte sem bobagem. O Cruzeiro confirmou ontem a vinda de Marcelo Moreno – que já estava tudo acertado com o Grêmio, faltava apenas o ok do Shaktar. E ele deu uma entrevista muito legal para o Superesportes, falando da sua passagem pelo Cruzeiro, da temporada de 2013 pelo Flamengo e a concorrência pela posição no elenco.

A expectativa é muito grande, estou muito feliz de estar voltando. É um time que sempre abriu as portas para mim, onde vivi as maiores alegrias da minha carreira, espero me preparar o mais rápido possível e ficar no nível que a torcida do Cruzeiro me conhece, para poder mostrar meu trabalho.

Eu gosto do Marcelo Moreno. Acho que ele não é nem de longe esse perna de pau que todo mundo diz. Realmente, ele não é o jogador mais habilidoso do mundo, mas é um cara que se esforça demais, que corre o campo inteiro e está sempre na área tentando finalizar. E acho que isso faltou ao Cruzeiro em 2013. Borges, apesar de ótimo jogador, está ficando velho, e não acho que conseguiu acompanhar muito bem a velocidade de nossos meias. Vira e mexe ele chegava atrasado nas jogadas. Além disso, Moreno é mais alto e mais forte, vai conseguir brigar melhor contra os zagueiros adversários, coisa que foi muito exigida de Borges na temporada passada pelo nosso estilo de jogo. Ele fala sobre a concorrência:

A concorrência é muito forte. Com certeza, antes de eu assinar meu contrato, saber sobre os jogadores que eu ia ter que brigar pela posição foi um estímulo para mim. Vou trabalhar ao máximo para poder deixar a cabeça do Marcelo Oliveira em dúvida. É isso que eu vou tentar fazer. É um grupo que já é bom, vou fazer o meu trabalho para poder jogar do jeito que eu quero.

Estou com a sensação de que Moreno vai ser o titular do Cruzeiro nessa temporada e que vai ser um jogador importante para a equipe. É daquele mesmo departamento de sensações de que o Marlone vai ser um excelente jogador, então posso estar completamente errado. Como diria Adilson Batista, vamo aguardá.

Nessa temporada, Fábio vai completar dez anos como titular incontestável do Cruzeiro. Bem, não tão incontestável, pois o tópico FÁBIO… O PEGA NADA está firme e forte no orkut. Mesmo sem o apoio de pessoas do orkut, Fábio está a ponto de quebrar vários recordes no Cruzeiro. Ele já tem 534 jogos disputados com a nossa camisa. É o sétimo jogador que mais jogou pela equipe. Está a 23 jogos de desbancar Raul e se tornar o goleiro a disputar mais jogos pelo Cruzeiro, e o quarto jogador com mais jogos pela equipe. Além disso, ele está empatado com Marquinhos Paraná (risos) como o jogador com mais partidas pela Libertadores. São 44 jogos, e como o Cruzeiro vai disputar o torneio em 2014 e Paraná não está mais entre nós (RIP), mais um recorde será quebrado. Na própria Libertadores, Fábio já tem o recorde de goleiro do Cruzeiro com menor média de gols sofridos, deixando Dida na segunda colocação.

Fazendo as contas de jogos dessa temporada – chegando até a final de tudo o Cruzeiro disputaria 81 partidas – Fábio passaria Dirceu Lopes e chegaria à segunda colocação em jogos disputados, ficando a 18 de Zé Carlos. Jogar 81 partidas nessa temporada é muito difícil de acontecer, mas tem grandes chances de, nos próximos 2 a 3 anos, Fábio ser o jogador com mais partidas pelo Cruzeiro em sua história. E seria bem difícil tirar isso dele, a não ser que Adilson Batista voltasse a ser nosso treinador, pois então Marquinhos Paraná passaria esse recorde facilmente.

Enquanto uns jogadores estão tentando quebrar recordes de jogos, outros querem apenas chances de iniciar a carreira. Esse é o caso de Wallace, zagueiro da base do Cruzeiro e da seleção brasileira. O garoto, que não teve muitas chances na equipe principal em 2013 apesar de mostrar muito potencial jogando ao lado de Dória (titular do Botafogo e especulado no Cruzeiro). Em 2014 a situação parece diferente. O Cruzeiro liberou Paulão – que não jogava e recebia demais -, Victorino – que não jogava e recebia demais -, e contratou apenas Vilson, que já se machucou. Assim, a equipe conta com Dedé e Bruno Rodrigo como titulares, Leo e Wallace como reservas imediatos, e Alex, outro zagueiro da base, como quinta opção – caso tudo dê errado e todo mundo se machuque e o mundo exploda.

Parece que Marcelo Oliveira está apostando muito em Wallace, e como já vimos nos casos de Mayke, Lucas Silva e Vinicera, nosso treinador não tem problemas em utilizar jovens promessas. Espero que ele tenha mais chances, pois além dele precisar jogar mais para se desenvolver como jogador, nós precisamos ver Wallace mais tempo em campo para criarmos algum apelido pra ele.

Se eu não tiver preguiça de escrever no final de semana, até amanhã. Mas se a preguiça bater, até segunda-feira.

Não me siga

Michael Renzetti

Não sei nada sobre táticas, sobre jogadores, sobre times - bom, na verdade eu acho que não sei nada sobre futebol. Mas eu gosto de opinar.
Não me siga