De Nada, Gilvan + Neílton Seria Uma Excelente Aposta

Tempo de leitura: 4 minutos
"eu tenho tanta grana que nei sei"

“eu tenho tanta grana que nei sei”

Olá amigos.

Sejam bem-vindos à última semana sem jogo do Cruzeiro. Não, espera. Se a semana começasse na segunda, aí sim seria a última sem jogos. Mas como todo mundo sabe e eu tinha esquecido na hora de escrever aquela frase, a semana começa no domingo. Por que eu não apaguei a frase e comecei tudo de novo, então? Porque achei legal falar sobre a semana começar no domingo. Posso?

O primeiro jogo do Cruzeiro na temporada será, de acordo com o site oficial, dia 26 de janeiro contra a URT no Mineirão. Nossa, faz tempo que não ouço falar na URT. Por onde essa equipe andou? Bom, isso não importa. O importante é que estamos quase voltando a ter jogos, vamos voltar a encher o Mineirão daqui a pouco.

Hoje temos mais de 48 mil sócios-torcedores. E isso, como discutimos anteriormente, tem ajudado demais o clube a trazer novos jogadores, pagar salários e manter nossas estrelas. Gilvan falou sobre isso em sua última entrevista:

A torcida do Cruzeiro tem sido fundamental neste momento. A receita de bilheteria somada com a receita do sócio-torcedor tem dado outra condição financeira ao Cruzeiro, de poder manter a equipe. Se não fosse isso a gente teria que agir como os presidentes anteriores e vender dois ou três jogadores por ano pra poder pagar o déficit que ficava com o pagamento da folha salarial. A gente tendo esta receita não tem necessidade de vender os jogadores porque temos de onde tirar o pagamento dos salários. Não precisamos também antecipar a receita da TV.

Exatamente por termos ajudado tanto em 2013 é que não concordo com o aumento de preço do Sócio. E pelo que Gilvan disse, o aumento nem era necessário, já que a renda foi tão boa assim. Mas tudo bem, vai demorar para o clube brasileiro pensar no torcedor, jogar junto, como já acontece por aí. Por enquanto alguns clubes só pagam os ingressos de torcidas organizadas, que vão aos estádios para brigarem com outras torcidas. Ainda bem que esse não é mais o caso do Cruzeiro (tomara).

Outro ponto interessante de Gilvan é sobre não precisar vender jogador para acertar as contas. E penso que esse é caminho saudável para uma equipe de futebol. Você não pode ficar dependendo de hipotéticas vendas de jogadores, isso é uma péssima administração de clube. Imagina se acontece algum problema e você não consegue vender nenhum jogador? Ou pior, você consegue vender o jogador mas não consegue receber por ser completamente endividado? Isso pode acabar com o restante da sua temporada, fazer jogador ficar insatisfeito e até mesmo atrapalhar a equipe em alguma disputa importante.

Além disso, a cada venda de jogador importante, o time perde em entrosamento e, quase sempre, demora um pouco para voltar ao normal. Olhem para o Corinthians campeão de tudo. Vendeu o Paulinho e a coisa desandou. Tá, tem muito mais por trás disso, mas foi uma transação que mexeu com o time.

Para vencermos cada vez mais precisamos de manter o time titular, manter os jogadores que nos levaram à conquista do brasileiro. E essa política de vender toda hora pra equilibrar contas não ajuda. Além de ser um baque para a torcida toda vez que perdemos um “ídolo em potencial”.

Falando em potencial – nossa, amarrei bem esse negócio – o Cruzeiro pode entrar na briga por Neílton, o novo Neymar (risos). Não precisam acreditar nas minhas palavras, quem falou foi o próprio presidente do Santos:

Eu tive uma reunião com o Neilton e o seu empresário disse que três clubes têm interesse nele. Seriam Botafogo, Cruzeiro e mais um. Dissemos que, se o jogador não quiser ficar, ele pode ir. O Santos carrega um percentual dos direitos econômicos para liberar antes do contrato.

Ui santa, tá bravinha? Fica calma nega, vocês tem o Montillo (risos 2).

Mas falando sério, Neílton não é um Neymar e nunca vai ser. Mas jogador que sai da base do Santos quase sempre é bom e vale a pena ficar de olho. Ainda mais vindo de graça. Então seria um ótima aposta para ir entrando aos poucos na equipe. A gente já tem muito jogador para a posição, mas sempre tem espaço pra quem é bom. Única coisa ruim é esse desacordo com o Santos. Isso mostra que o jogador – apesar de estar no seu direito – não vai hesitar em reclamar de, por exemplo, não ser muito aproveitado. E numa equipe tão unida como o Cruzeiro isso pode vir a ser um problema. Ou não, vai que dá tudo certo, ele se torna melhor que o Neymar e vencemos todos os campeonatos? Às vezes a gente é muito negativo, né? Vamos focar na positividade. Neílton > Neymar.

Até amanhã.

Não me siga

Michael Renzetti

Não sei nada sobre táticas, sobre jogadores, sobre times - bom, na verdade eu acho que não sei nada sobre futebol. Mas eu gosto de opinar.
Não me siga
  • Mike mando bem hj em relação aos socios realmente não precisava desse aumento, e em relação ao Neilto ele tem potencial em ser um grande jogador