Cruzeiro 1 x 0 URT – O Cruzeiro Não Precisa de “Torcedores Organizados”

Tempo de leitura: 7 minutos
Minha visão do gramado ontem

Minha visão do gramado ontem

Olá amigos.

Não me levem a mal pelo título do texto. Eu gosto de algumas torcidas organizadas. Acho que eles nos ajudam a torcer, cantar mais alto, a criar novas músicas. Contribuem para um ambiente melhor no estádio. Mas não precisamos deles. Nós, os torcedores “desorganizados”, que também vamos ao Mineirão todo fim de semana, que pagamos nosso sócio todo mês e também vamos aos jogos fora de casa, podemos muito bem fazer a festa sozinhos. Como foi na partida contra o (ou a, eu nunca sei) URT.

O canto começou tímido, estávamos esperando as torcidas organizadas puxarem as músicas, como é o “normal” numa torcida de futebol. Mas com o tempo, vendo que eles se recusavam a torcer pelo Cruzeiro, começamos a cantar, e quando o time criava chances, quase todo o estádio – exceção feita às torcidas organizadas – empurrava a equipe. E se eles não quiserem mais cantar, com seus preciosos instrumentos musicais, outras torcidas aparecerão, o próprio torcedor “desorganizado” vai se juntar para torcer pelo time que ama. Nós não precisamos de torcida organizada. Na verdade, a torcida organizada é que precisa da gente. Se ninguém cantar as músicas que eles puxam, de nada eles valem. Quem realmente canta, quem enche o Mineirão de som é o torcedor desorganizado.

A TFC, por meio de sua página do Facebook, soltou um comunicado sobre seu silêncio na partida de ontem:

Hoje fizemos um manifesto de silêncio em pedido de reflexão e respeito às TOs, em função das recentes restrições impostas para as torcidas no estádio. Nosso manifesto foi pacífico pontual e dentro do que nos compete: festa ou não festa no estádio, sem passeata, intimidação ou qualquer ação anti-democrática na rua. Nossa ação, por obviedade, não tem relação com a punição aos atos de vandalismo do ano passado, a que compactuamos, já que atos de violência devem mesmo ser reprimidos. A ação é macro e não traz prejuízos a ninguém, pedimos respeito e compreensão. A direção.

Realmente eles estão de parabéns pelo manifesto pacífico. Não atrapalhou ninguém, e tentou servir seu “ponto”. Todo mundo percebeu que, ao lado da Geral, eram os únicos torcedores que não apoiavam sua equipe no primeiro jogo do ano.

Eu acho engraçado que eles se acham super especiais e ficaram muito bravos de serem, por um segundo, comparados às torcidas que brigaram. Vou falar aqui uma novidade para eles. A TFC e a Geral SÃO comparáveis às outras torcidas organizadas. Justamente por serem também torcidas organizadas. Infelizmente, queiram ou não, todas as torcidas organizadas estão no mesmo barco e sempre serão vistas como torcidas organizadas. Ninguém é diferente ou especial. E a própria TFC já entrou em brigas contra a Máfia Azul. Ninguém é santo. E se eles crescerem muito, quem nos assegura que não se tornarão exatamente como a Máfia Azul – que era uma torcida muito legal antigamente.

Depois eles escrevem um super texto explicando tudo e respondendo alguns torcedores que não gostaram do “protesto”:

Recado aos que nos acompanham e querem o melhor para o CRUZEIRO e para todas torcidas do bem:

Estamos há 14 anos mudando o jeito de torcer e cantar da torcida com toda dificuldade que isso carrega. Criamos VÁRIAS músicas que embalaram e fizeram o estádio balançar, com o próprio clube propagando-as em campanhas de ação, o que sempre nos encheu de muito orgulho. Passamos todos esses anos renovando espírito e repertório faça chuva ou faça sol apoiando o clube incondicionalmente no estádio sem 1 registro de BO para em um belo dia ver o reconhecimento que nunca existiu se transformar em veto às nossas ações na arquibancada. O veto foi retificado? Vocês sabem como? Sabem o dia de amanhã? Não, ninguém sabe nada! Mas os juízes do tribunal das redes sociais estão sempre de plantão pra fazerem seus julgamentos sumários sem saber de NADA que acontece em ilações que acreditam fielmente serem a pura verdade. E o mais legal de tudo: Isso tudo,porque mesmo dizendo o porquê do manifesto, os mesmos julgadores sumários de plantão se sentiram incomodados com nosso silêncio em um manifesto pacífico e que buscava o respeito e o reconhecimento de nosso valor no local e momento apropriados. Conclusão: o reconhecimento de nosso valor, ainda que de forma truculenta, e indireta, nós conseguimos de todos. Já o respeito nem de todos. Objetivo alcançado. Próximo jogo estamos de volta, mas como sempre vamos esperar 1 hora pra entrar com material, e enfrentar mais um critério, que todo dia muda, infelizmente, mas um dia chegamos lá. O recado passado objetiva o que todo mundo queria: a festa na arquibancada que estamos sempre dispostos a querer fazer, e nem sempre conseguimos. A quem entendeu e nos respeitou,o nosso muito obrigado! A quem não respeitou e xingou só dimensionou a importância do que buscamos e objetiva a festa que TODOS torcedores querem no estádio. Próximo jogo estamos de volta pra fazer a festa dos que nos apoiaram e dos que nos apedrejaram, já que ela é irrestrita,incondicional e popular. E o dia que novos vetos voltarem, TODOS se lembrarão desse jogo, não pelo placar ou por sua importância na competição, mas sim pela falta que as TO’s fazem para a festa no estádio.

TFC – A TORCIDA QUE MAIS CANTA NO BRASIL!

Eles estão certos em ficarem bravos com os torcedores que os xingaram pelos protestos. Realmente, a torcida organizada faz o que quiser, e se querem ficar calados sem apoiar o próprio clube, que fiquem. Mas o engraçado é que eles mesmos ficam muito bravos com torcedores que não cantam. Vai saber se os torcedores calados estão descontentes com alguma coisa? Se não estão gostando da equipe, ou das músicas das torcidas organizadas. Todos têm seus direitos, não é mesmo?

Discordo deles na parte da importância da torcida organizada para o Cruzeiro. O time foi vitorioso e continuará sendo sem eles. A torcida organizada não interfere em NADA com o resultado em campo. O clube não nasceu e começou a vencer junto com a TFC, a Geral, a Máfia Azul ou qualquer outra. O Cruzeiro é e sempre será muito maior que todas elas.

Acho que hoje em dia as torcidas organizadas se dão importância demais. Acham que são os pilares da equipe e da torcida. E não são. O clube não gosta de torcida organizada, pois está sendo continuamente punido por suas ações e muitos torcedores também não gostam das torcidas organizadas. Muitos acham que algumas de suas músicas são ruins e focam demais no rival. Outros não gostam das ações das torcidas organizadas, nem da relutância de algumas em cantarem músicas que não são de sua autoria.

Novamente, eu sei que estou parecendo uma pessoa que odeia todas as torcidas organizadas. E não é isso. Eu gosto bastante da Geral, acho uma torcida legal – por enquanto não me deram motivos para achar o contrário. Só fiquei embasbacado com o protesto. Achei uma choradeira sem tamanho, e sem motivo. Eles não foram jogados no mesmo barco de Máfia Azul e Pavilhão. O Cruzeiro os deixou entrar no estádio com instrumentos. Eles tiveram regalias. O clube olhou por eles. E não souberam aproveitar. Ao invés de fazerem festa e mostrarem que eram importantes para o Cruzeiro, eles ficaram calados e mostraram que realmente não são. Que são crianças fazendo birra porque não tiveram atenção suficiente. Não foram notados e presenteados. E não devem ser. A única coisa que o clube deve fazer pelos torcedores é se certificar que todos possam entrar e assistir o jogo com segurança e conforto. Nada mais.

Desculpem pelo post longo que não teve nada sobre o Cruzeiro. Vamos consertar isso rápido. Vencemos por 1 x 0, com gol de Ricardo Goulart. Fizemos uma boa partida, mas perdemos gols demais – bem ao estilo ano passado. Temos que botar o pé na forma, vai ter jogo que não vamos ter tantas chances assim e um gol pode fazer a diferença. Então temos que marcar mais, chutar melhor.

Gostei da entrada do Moreno. Eu acho que ele se posiciona bem e se movimenta muito. Ajuda demais o ataque. Quero vê-lo jogando uma partida inteira, pois achei que Borges iniciou 2014 como terminou 2013. Um pouco lento e ainda incomodado com o estilo de jogo de ficar com as costas para o marcador. Ele é pequeno e mais fraco que os zagueiros e sofre um pouco fazendo essa função.

Júlio Baptista entrou bem, está mais condicionado, seus passes são excelentes. Também quero vê-lo mais vezes nessa equipe. E William é excelente, o acho bem melhor e mais participativo que Dagoberto – que é uma ótima opção também. Descansado, vai voltar a ser titular. Tenho certeza.

É muito bom ser cruzeirense.

Até amanhã.

Não me siga

Michael Renzetti

Não sei nada sobre táticas, sobre jogadores, sobre times - bom, na verdade eu acho que não sei nada sobre futebol. Mas eu gosto de opinar.
Não me siga
  • Otávio Fernandes

    Puta merda! Texto excelente! Se eu pudesse dar nota mil, eu daria. Mike foi no ponto da questão, sem ofender ninguém. E bacana o adjetivo dados aos torcedores taxados de “comuns”: depois desse mimimi das TO’s ontem, passamos a ser os”torcedores desorganizados”! Hahaha… é isso aí: sou torcedor desorganizado e não vejo problema nisso. Como tantos outros desorganizados, vou ao Mineirão em 90% dos jogos, canto como nunca e apoio sempre (até quando o rebaixamento era iminente). Rouquidão é natural quando volto pra casa. E quer saber: às vezes achei que a torcida organizada nem cantava tanto assim… hehehe. Enfim… Parabéns Mike, pelo sensacional texto!

    • mikerenzetti

      Valeu!

  • Rodrigo

    Uso todas as suas palavras….. assino em baixo… como vc falou.. “bando de chorões… ” estive la ontem e gritei normalmente… nao senti falta nenhuma das “organizadas” , pelo contrario.. estava ótimo.. pq normalmente uma “organizada” canta uma musica e faz um batuque sem nexo nenhum… e a outra “organizada” canta outra musica com outro batuque totalmente espalhafatoso… acho que eles deveriam se ‘”ORGANIZAR”‘ e aprender a tocar os instrumentos e cantar em sintonia…
    NUNCA DEIXAREI DE CANTAR PELO CRUZEIRO POR CAUSA DE UMA BANDEIRA,UM INSTRUMENTO, UM FAIXA…

    CRUZEIRO SEMPRE!!!!

    • mikerenzetti

      Concordo demais com o que você disse. As organizadas não são tão organizadas assim entre si hahaha

  • Arthur Dutra

    Acho uma hipocrisia sem tamanho ser contra a TFC e ao mesmo tempo o blog ter o nome de uma das musicas mais emblemáticas que eles já criaram.

    Sou a favor deles, pois eles sim são Torcedores ORGANIZADOS, com cadastramento e que só entra quem for apadrinhado por um membro.

    • mikerenzetti

      Não sou contra nenhuma torcida organizada, como disse no texto. Só não acho que são imprescindíveis para a equipe e nem mais importantes que o Cruzeiro.

      Critiquei o protesto, que em minha opinião não protestava contra nada, sendo que o Cruzeiro os deixou entrar com seus instrumentos. Vi somente duas torcidas caladas enquanto o restante cantava.

      E pouco importa pra mim se eles são cadastrados. O que importa é ser cadastrado no sócio torcedor. Esses sim são os torcedores organizados do cruzeiro, que ajudam o clube.

      • Kaio Souza

        Sinceramente, você prega muito sobre o sócio.

        Quem você acha que está sempre no mineirão com o sócio em dia? torcedores comuns que lotaram Cruzeiro vs Grêmio/Bahia.
        Dos quase 50 mil sócios, 15 mil tem lugares fixos e outros 35 são da categoria Cruzeiro Sempre.
        Desde 15 mil, basta um olhar crítico de um jogo sem movimento para a arquibancada para saber quem realmente paga e apoia.

        No dia que todas as TOS ficarem na porta do estádio e não entrarem, quero ver o público e as músicas.
        Aceite a realidade!

      • Mike, o problema é que vocês não sabem o desmerecimento que essa diretoria esta tendo com TO. Não deixam mais fazer a festa que era bonita de ser ver nos anos 90, querem que o estádio entre no padrão ” Europa “, padrão teatro. Tem que reprimir sim qualquer ato de vandalismo, entre outros, que prejudique o Cruzeiro. Ninguém é perfeito, todos brigam até mesmo dentro de casa. Mas também grande parte do povão taxa TO como marginal, bandido, sendo que a maioria dos torcedores organizados trabalham, tem família, amigos e nenhum antecedente criminal. E o protesto também segue o preço dos ingressos que são abusivos pra um jogo do campeonato mineiro contra URT.

  • Thiago Oliveira

    Algumas aparecem tentando ser musa. Outras, devido ao peso, tentam ganhar fama babando ovo de jornalista no twitter ou criando polêmica na internet, como agora, por exemplo.

    • mikerenzetti

      Não tem polêmica nenhuma, só minha opinião, no meu blog. Acho ótimo você ler, mas se não quiser, tem um tanto de site do Cruzeiro. Acho que se eu tivesse elogiando as torcidas organizadas você aceitaria a minha opinião né? Ou seja, só vale quando te agrada.

  • Rodrigo

    Acho q o real motivo nao foi entendido pela grande maioria. Ninguem quer ser maior q o clube e isso foi provado ano passado pela GC . TFC E MOV.320! Vc diz q foi liberado os instrumentos, sim, foi mas sabe pq? Pq asTOS ligaram e pediram insistentemente. Mas tinha liberado so pro jg da Urt. E da semana q vem e a outra? Pedimos regras padrao . Um jg pode 10 bandeirolas no outro na mesma semana so 5 . E com isso o cara da TO deixou os amigos 2 horas antes bebendo la fora pra ir pra revist da PM. e depois de esperar 1 ou 2 horas o pm diz … vc tem 10 bandeirolas nesse jg e so 5 permitido. Entende é isso q pedimos . Valorização de quem provou q é fechado com time como foi o ano passado. Esse protesto nao tem nada haver com as tos punidas.

    • mikerenzetti

      Eu entendo que é difícil para as torcidas organizadas. Mas vejo que o Cruzeiro faz essas coisas pra tentar acabar com os maus elementos e dar segurança para o restante dos torcedores. É claro que isso vai cair nas outras organizadas, não tem jeito mesmo. Precisa existir uma relação melhor, mas não acho que protestos ajudem.

      • Éric

        De que modo a restrição de materiais vai acabar com maus elementos? Não há relação alguma entre estas duas coisas. Sem contar que a única briga que aconteceu dentro do estádio foi aquela no independência, nas outras quem brigou provavelmente nem foi ao jogo. Em décadas passadas as brigas dentro do estádio eram muito mais frequentes (envolvendo TOs ou não) e não havia todo esse estardalhaço. Conflitos isolados em grandes aglomerações são comuns em qualquer parte do mundo. Inclusive, o Brasil não é dos países mais violentos em relação à briga de torcidas. Em vários países europeus e latino-americanos as brigas são muito mais comuns. As punições devem ser individuais, apenas aos brigões.
        Protestos ajudam sim, e muito. São uma forma de pressionar e reivindicar. E isso não vale só para as “questões futebolísticas”.

  • Carlos magno

    Seu texto é tão incoerente e de tão pouco valor que até msmo o seu blog tem nome de uma musica da TFC. Se informe melhor e valore melhor sua opinião.

    • mikerenzetti

      O nome do blog não tem nada a ver com não concordar com uma atitude das torcidas organizadas. O texto é bem específico. Não disse que odeio organizadas nem suas músicas, só fui contra a atitude de não apoiar o Cruzeiro.

  • Kaio Souza

    Bom dia,

    Não faço parte de nenhuma torcida organizada mas tenho um carinho por este tipo de instituição.
    Não sou hipocrita a dizer que acompanho o cruzeiro em vários jogos fora do estado, já fui em jogos fora do estado mas é complicado me deslocar dessa forma. As TOs são instituições que fazem este papel, representar principalmente fora do estado, quando é para fazer um mosaíco ligam para quem? As coisas não funcionam assim, a TO deve ser levada em consideração, conheço pessoas que largam família, datas comemorativas e comparecem em jogos na PUTA QUE PARIU para fazer o nome do Cruzeiro, respeito muito este tipo e encontrei poucos torcedores “comuns” capazes de fazer isto.
    No dia que as TOs do cruzeiro, forem pro laranja superior e puxarem todas juntas de lá e calarem todos, irão respeitar mais. E irei me atrever a dizer, a Geral Celeste é uma torcida muito aliada do Gilvan, como eles já chegaram uniformizados, com instrumentos? Todos sabem a dificuldade para se construir algo como uma TO, isso para mim é uma forma de coagir os sócios do superior amarelo a se identificarem com uma TO e quebrarem as outras.
    Concluindo, devemos respeitar e valorizar mais as TOs, jogos fora de casa, músicas novas, a birra dos mimados deve ser feita e continuar pois no dia que o Cruzeiro precisar dos torcedores comuns, não estarão lá.

    • mikerenzetti

      O Cruzeiro já precisa e é ajudado pelo torcedor “comum” no Sócio do futebol, a coisa que a torcida faz e dá retorno REAL para o time. O torcedor “comum” contrata jogador e paga salário. E sem o torcedor “comum” nenhuma música das organizadas é cantada. Esse é o problema, as organizadas se acham demais, acham que são os melhores torcedores.

      • Kaio Souza

        Do jeito que você fala, nenhuma pessoa da TO tem sócio, TODOS DA TO tem sócio cara.

        A TO não é melhor que os torcedores mas sim, ela acompanha o time mais que os torcedores comuns.
        Quem vai pra fora do estado pra acompanhar o time? Encare a realidade, o descaso que a diretória tem com a TO é no clima de desprezo.

        Em sete lagoas, chuva, final de seman com data comemorativa, tudo isso é independente pra TO. Ela está sempre lá.

        TODOS DA TO TEM SÓCIO, não se iluda.
        Você deveria era apoiar os protestos que são contra os valores altos e valorização da TO pois os comuns pagam caro em um sócio e em um ingresso por jogo.
        Eu sou sócio categoria brasileirão e acho caro os ingressos, o mineirão mudou demais, está perdendo o seu valor de popularismo e virando algo para burguês.

        Onde vemos aquela festa do mineirão de antigamente? O povão acompanhando o futebol? A torcida virando referência, fazendo a festa, tocando o terror.

        Hoje a gay virou uma referência no horto pois faz um inferno naquele galinheiro ( já fui em jogos do cruzeiro como visitante no galinheiro), um time também é influenciado pela torcida.

        Minha humilde opinião é que devemos apoiar as TOs, ingresso caro, interesses políticos e desvalorização da torcida em geral.
        O torcedor comum vai lá e paga o ingresso, a TO paga mas reclama.

        • mikerenzetti

          Se você ver eu reclamo dos preços, falo de todas as mesmas coisas. Sei que muita gente das TOs tem sócio, e deveriam, pois é o que realmente ajuda o Cruzeiro. Acho muito legal ir ver jogo fora de casa, mas, sinceramente, qual o significado prático disso para o clube? É preciso muito dinheiro e tempo para essas coisas.

  • Excelente texto mais uma vez!

    • mikerenzetti

      Valeu!

  • @viniciusvpa

    Acho que todos nós estamos dando importância demais pra uma coisa pequena, ficar UM JOGO CALADO não é nenhum crime, é um direito deles.
    Acho também que se amanhã ou depois as TOs deixarem de existir, o Cruzeiro vai continuar gigante e vitorioso.
    Fato é que poderíamos estar discutindo coisas mais importantes ex: Porque temos 50 mil sócios e só 12 mil foram ao jogo?? Pelo preço? Por não gostar da competição? Fato é que se tivessem 30 mil Cruzeirenses lá ontem ninguém teria notado protesto deste ou daquele.

    O torcedor comum precisa se fazer mais presente!

    • mikerenzetti

      Exatamente. Também acho que o pior problema do Cruzeiro é o pessoal só ir em jogo bom, só lotar em jogo grande. Pra mim, se temos 49 mil sócios, queria ver 49 mil sócios em todos os jogos. Tem o negócio do preço alto, tem os cartões que não chegaram, mas acabei me focando nas organizadas e acabei não falando disso. Nos próximos dias comento mais.

  • Toméo

    Agora imagina se o MP punisse um jogador de um time e todos seus companheiros em protesto na hora do jogo, não jogassem futebol???
    Foi o que a burra da TFC, Geral Celeste e cia fizeram ontem. Cada um paga pelos seus erros, competências e irresponsabilidades

    • mikerenzetti

      Eu realmente não entendi o motivo, o Cruzeiro cedeu, deixou os caras com instrumentos. Achei ruim para a imagem deles.

      • Rodrigo Lopes

        Diretoria só permitiu pq as TO’s quinta e sexta ficaram ligando e foram na sede pedir e com ajuda das redes sociais, sem isso teria mantida a ata de proibir tudo. Bom acho que esse lance das torcidas serão superadas nos próximos jogos, nos das TO’s precisávamos mostrar isso a diretoria, infelizmente não falamos nada, pois queríamos mostrar nosso papel também junto ao torcedor fora de TO’s. e creio que conseguimos, pena que alguns interpretou com relação as punições a violência do ano passado. Mas como disse, próximo jg estaremos apoiando como nunca. Só pedimos a paciência e o apoio em nos ajudar, só te faço uma pergunta, pq não pode bandeira de bambu lá em cima, só atras do gol? atrapalha a visão, simples, delimita onde pode ter e deixa avisos onde tem torcida organizada e pode ter bandeira e pode atrapalhar a visão de quem não quer, ou , os torcedores la de cima são violentos e vão bater nos outros com o bambu? abraços e espero que a rusgas tenha sido ja amaciada por todos.

  • Daniel Kfuri

    Eu, como membro da TAC (Torcida Alcoolizada Cachazeiros) posso dizer o seguinte, o protesto foi por uma generalização da Diretoria do clube, por que tudo é fácil e simples, generalizar e proibir todas as torcidas de levar bateria, bandeias e faixas é muito fácil, mas também vimos ontem que a torcida que vai ao campo gosta da festa e sente a falta do som da bateria. O problema é, generalizou e tentou se “desculpar” nas vésperas do jogo. Ontem foi um jogo de protesto, chegamos em um consenso e ficamos em silêncio, mas quem estava perto viu que não deixamos de torcer 1 min, só não cantamos.
    Se pra alguns não fizeram falta, as organizadas, fiquem tranquilos. No proximo jogo estamos voltando com tudo e mais uma vez, a bateria vai se agitar e a galera vai cantar com todo o ar que podemos.

    • mikerenzetti

      Eu acho ótimo as organizadas voltarem a cantar. Acho que é legal, gosto do som. O que estou dizendo é que eles parecem se achar mais torcedores que os outros, e esse protesto me pareceu muito “vamos ver se vocês conseguem ficar sem a gente” e acho que conseguimos.

  • Luciano Quintino

    Parabéns pelo texto. Pessoal se achando a bala que matou John Lennon.

    • mikerenzetti

      Valeu!

  • edna

    Se não fizessem falta, você não teria nem escrito esse texto. Quanta hipocrisia. .. Só quer aparecer. Ridículo.

    • mikerenzetti

      Não quero aparecer. Isso é um argumento tão sem sentido. Estou dando minha opinião no meu blog. Como eu disse no texto, gosto das baterias. Gosto do som. Só não acho legal esse tipo de protesto, não entendo, e acho que falhou. Fez com que a torcida “comum” ficasse contra as organizadas, coisa que já estava acontecendo com a Máfia Azul e a Pavilhão.

  • Onde que assina?

    • mikerenzetti

      🙂

  • Olha , eu nao quero defender nenhuma TOs mais elas podem mudar o resultado sim , pois eles nao cantam eles empurram o time , dentro e fora de casa , superando dificuldades por nao terem ajudas , mais é isso ai , quem muito critica nao tem capacidade de fazer melhor 😉

    • mikerenzetti

      Eu estou no estádio todo jogo, inclusive contra a URT e cantei o tempo todo. Apoio e empurro o mesmo tanto. Não acho que as organizadas sejam melhores ou especiais. E não acho que nem toda cantoria do mundo pode mudar um resultado de um jogo, nem mesmo a minha cantoria.

  • Rodrigo Pinheiro

    O texto realmente foi “totalmente excelente”.
    Quantas vezes, temos que olhar certos jogadores (que ficam dentro que realmente podem mudar um jogo) e dizer: fulano tá pensando que é maior que nosso Cruzeiro. Eles passam e nosso clube fica. Foi assim com Renato Gaúcho em 1992, com Ronaldo Fenômeno em 1994, Dida, Kleber … estes sim estavam dentro das quatros linhas e podiam fazer a diferença. Mas, sem eles continuamos crescendo, se agigantando. Quanto menos importantes são as TO’s. Claro, muito melhora seria iniciar o anos todos #FechadoComOCruzeiro fazendo uma festa linda no mineirão. Mas a Geral Celeste e a TFC não quiseram, e na minha modesta opinião erraram. Veja quantas notas tiveram que publicar para explicar que não fizeram isto para apoiar Máfia e Pavilhão. Veja o twitter desta torcidas, aproveitando do protesto para dizer que o mineirão sem elas é inviável (parem discípulos do saudoso Dr. Jarbas). Por fim, o que essas torcidas precisam perceber é que juntos somos mais fortes e que ontem perderam uma grande oportunidade de se aproximarem (numa relação sadia) desta diretoria, que ao contrário do que elas estão dizendo, ofereceu-as um tratamento diferenciado em relação às duas torcidas sabidamente problemas. Abraços

    • mikerenzetti

      Perfeito. É exatamente isso.

  • Pierre Alexander

    As torcidas organizadas, cada vez mais, querem ter mais importância no dia a dia do clube e em muitos casos, até tomar decisões. Exemplo disso são as organizadas de São Paulo, que até dentro dos clubes elas estão, fazendo que estes clubes se tornem refém delas, impedindo atos como esse que a diretoria do Cruzeiro decidiu fazer. Todas as organizadas do Cruzeiro se sentiram incomodadas com a “guerra” que o time travou contra elas. A Máfia Azul que se sentia tão importante e ignorava os torcedores comuns que eles chamam de “povão” se vê agora em um momento difícil, proibida de entrar no estádio com seus objetos e de usar ilegalmente a marca do Cruzeiro para ganhar dinheiro. Não importa se a TFC e a Geral são torcidas pacíficas, que fazem festa, o pensamento comum de todas as torcidas organizadas, é que elas são muito importantes para o clube e que querem ser tratadas como tal. O protesto de ontem apenas indica que as atitudes tomadas pelo Cruzeiro estão dando certo. Elas estão se sentindo incomodadas com isso. Mas nós torcedores comuns não podemos repercutir isso como uma forma negativa, pois esse é o combustível que elas precisam para partir para outros tipos de protestos. Estes atos só prejudicam a imagem do clube e da nossa torcida. Compartilho da opinião de que a torcida comum, na qual é a grande maioria, pode sim cantar e fazer sua festa. Não dependemos de nenhuma organizada para fazer isso. Eu sei todas as músicas do Cruzeiro, mas nem sei qual o nome da organizada que compôs cada uma. Não me importo com estes protestos de silêncio, desde que tais organizadas não venham com mimimi e publicar nota e tentar causa polêmicas inexistentes.

  • Tamparam a boca de alguém na entrada do Mineirão? Não! Cortaram a mão de alguém pra não bater palmas? Não! Resta saber então se quem protestou torce pro cruzeiro ou pras organizadas do Cruzeiro…

  • As torcidas organizadas, cada vez mais, querem ter mais importância no dia a dia do clube e em muitos casos, até tomar decisões. Exemplo disso são as organizadas de São Paulo, que até dentro dos clubes elas estão, fazendo que estes clubes se tornem refém delas, impedindo atos como esse que a diretoria do Cruzeiro decidiu fazer. Todas as organizadas do Cruzeiro se sentiram incomodadas com a “guerra” que o time travou contra elas. A Máfia Azul que se sentia tão importante e ignorava os torcedores comuns que eles chamam de “povão” se vê agora em um momento difícil, proibida de entrar no estádio com seus objetos e de usar ilegalmente a marca do Cruzeiro para ganhar dinheiro. Não importa se a TFC e a Geral são torcidas pacíficas, que fazem festa, o pensamento comum de todas as torcidas organizadas, é que elas são muito importantes para o clube e que querem ser tratadas como tal. O protesto de ontem apenas indica que as atitudes tomadas pelo Cruzeiro estão dando certo. Elas estão se sentindo incomodadas com isso. Mas nós torcedores comuns não podemos repercutir isso como uma forma negativa, pois esse é o combustível que elas precisam para partir para outros tipos de protestos. Estes atos só prejudicam a imagem do clube e da nossa torcida. Compartilho da opinião de que a torcida comum, na qual é a grande maioria, pode sim cantar e fazer sua festa. Não dependemos de nenhuma organizada para fazer isso. Eu sei todas as músicas do Cruzeiro, mas nem sei qual o nome da organizada que compôs cada uma. Não me importo com estes protestos de silêncio, desde que tais organizadas não venham com mimimi e publicar nota e tentar causa polêmicas inexistentes.

  • Quanta merda em um Texto…. To’s sao ESSENCIAIS nos estádios.,se querem fikar a Vontade la ,sem q ninguem pise no seu pé..Fiquem em casa lendo um Livro ou vá a um Teatro!

    • mikerenzetti

      Eu já fico à vontade no estádio, e ninguém está reclamando de muita gente no Mineirão. Muito pelo contrário. Não acho que ninguém seja “essencial” no Mineirão, a não ser os jogadores (risos).

  • Bruno

    Texto de torcedor que não vai ao estádio. Me fala de um jogo sequer q sem a bateria o torcedor cantou durante o jogo. Não existe. Povão sequer sabe cantar as musicas. Sempre erram as letras ou só conhecem as duas principais. Povão quer assistir o jogo igual a um teatro, todos sentados e calados. Por mim que esses torcedores assistam em casa. Papel do torcedor é apoiar, cantar ate a voz acabar. Fazer com que os jogadores vejam o amor pelo time e que corra por nos.

    • mikerenzetti

      Cara, eu vou ao estádio em todos os jogos, sou sócio desde que começou o programa. Você não sabe nada do que está falando.

      O “povão” é quem realmente canta. Se ficarem só as organizadas, vamos ter três grupos separados, cantando baixinho canções diferentes. Se não fosse pelo “povão” nenhuma música faria sucesso.

      Esse realmente é o ponto do texto. Falar sobre torcedor como você que se acha superior aos outros.

      • Bruno

        HAHAHAHAHAHA… Você canta o jogo inteiro?? quantos mais ao seu lado cantam se não vier o som da bateria e a musica sendo cantada por torcedores de torcida organizada que não param de cantar durante a partida. Você canta 5 minutos e depois fica calado durante outros 30. Palmas e meia dúzias de vozes não sustentam nenhuma cancao que enaltece o cruzeiro. O povão precisa de uma organizada que puxa as musicas, que leva bandeiras, que leva bateria , que viaja onde cruzeiro for jogar, que protesta em ocasiões necessárias, que faz festa dentro do estadio. Burrice achar que sem elas existirá festa no estadio. Ir ao mineirao e não ter uma torcida que canta e vibra durante o jogo dá vontade de ir embora. Não estou indo ao teatro e sim a um estadio.

        • mikerenzetti

          Esse é o propósito do texto. Existe torcida sem as organizadas sim. Elas não são especiais. Olha para a Máfia Azul, hoje não valem nada para o Cruzeiro, com tudo que fez no ano passado. Não cantam e quando cantam ninguém acompanha. O seu querido “povão” é que faz a voz de qualquer torcida organizada existir. Sem o povão as organizadas não são nada.

  • Sandra

    Sobre o texto, sensacional!! Foi no ponto exato!! Sobre Willian e Dagoberto, concordo. Prefiro mais Willian. PARABÉNS!!!

  • Éric

    Você, assim como outros palpiteiros, tenta criar uma oposição entre torcedor organizado e torcedor desorganizado. Essa dicotomia é totalmente falsa e não expressa as verdadeiras diferenças que existem em nossa torcida. Não é uma carteirinha ou uma camisa de TO que determina o comportamento do torcedor. Muitos torcedores não pertencem oficialmente à organizadas, mas se identificam muito mais com a postura delas do que com a de outros torcedores que preferem ficar sentados e calados, abrindo a boca apenas para cornetar o time. Eu me coloco nesse grupo que não pertence oficialmente as TO, mas sempre estive lá atrás do gol da cidade, seja perto da Máfia, da TFC, da Jovem, da Geral. Ao contrário do que você diz, as TO fazem sim muita diferença: uma boa bateria é essencial para ditar o ritmo da galera e aumentar o volume sonoro que emana das arquibancadas. Infelizmente os únicos que podem entrar com instrumentos são justamente as TOs e, além disso, uma bateria precisa de ensaio e coordenação. Isso seria possível sem TOs (ou qualquer outro nome que se dê: movimento, barra brava, etc.)? Não preciso nem falar como estádio ficou feio sem faixas e bandeiras também. O visual é outro quando vemos imagens de anos passados. E quanto a cantoria, dizer que ontem a torcida se saiu bem sem o apoio das TOs já é forçação de barra. Foi uma das piores atuações da china azul que eu já presenciei.
    O simples fato da diretoria ter tentado proibir TODAS as organizadas já merece repúdio e revolta. A reversão dessa medida só foi possível graças a uma enorme pressão, e você chama isso de REGALIA? É nítido o desejo tanto dos clubes quanto de outras entidades (Minas Arena, PM, CBF) em transformar nossos estádios em verdadeiros teatros elitistas no estilo inglês. Esse última tentativa de cerceamento foi só a gota d’água. Eu, como “torcedor desorganizado” apoio o protesto que foi feito na hora certa em defesa de nossa cultura torcedora.
    Não ao futebol moderno!

  • Giuseppe

    Prezado Mike, o Cruzeiro não depende de nenhuma TO para seguir sua vida, mas, sem sombra de dúvida, as TO’s são a ferramenta adequada para canalizar e traduzir sob forma de apoio ao time toda a emoção e paixão do torcedor. Esse papel é inegável. E se as TO’s deixarem de existir, algum movimento com essa finalidade vai surgir, e mesmo que se chame de outra forma (torcedores desorganizados, por exemplo), vai acabar exercendo o papel de uma organizada.
    O silêncio de ontem foi válido, pois servirá como ponto de reflexão ao clube, que tem demonstrado claramente a intenção de romper de vez com todas as organizadas, mesmo com as que tem um histórico limpo. E isso, ao meu ver é injusto. O Cruzeiro deveria manter um canal de comunicação aberto com as TO’s que sempre demonstraram amor ao clube, sempre demonstraram ser de paz e que sempre lutaram fazer uma festa bonita nas arquibancadas.
    Não posso falar em nome de todas, mas a TFC, que é uma engrenagem importante (entre outras) para promover a festa da torcida do Cruzeiro, nunca pediu nada ao Clube, e sua única recompensa sempre foi a de elevar o nome da torcida do Cruzeiro para ser reconhecida pelo Brasil e pelo mundo como uma torcida presente e vibrante, assim como foi em 2013.
    Acho uma covardia colocar todas as TO’s no mesmo saco e jogar no lixo o trabalho hercúleo que essa rapaziada (e a de outras TO”s também) faz a 14 anos por puro amor ao clube.