Defensor 2 x 0 Cruzeiro – Um derrota normal, fora de casa, contra um bom adversário

Tempo de leitura: 4 minutos

Felipe-Gedoz-defensor-cruzeiro-libertadores-2014

Olá amigos.

O Cruzeiro foi derrotado ontem por 2 x 0 pelo Defensor do Uruguai, e o jogo, sinceramente, foi bem mais complicado do que eu tinha imaginado. Nós começamos mal, sem saber o que fazer nos primeiros 15 minutos de jogo. Mas depois dessa marca começamos a dominar a partida, criando jogadas e quase chegando a marcar em algumas ocasiões, como na bela jogada de Éverton Ribeiro que – após aplicar um belo chapéu no zagueiro adversário – deixou Dagoberto livre para marcar. Nosso atacante chutou de primeira, mas não acertou o gol.

Alguns minutos depois Dagoberto tentou novamente numa falta e também errou o alvo, chutando ao lado da trave. Ricardo Goulart também chutou duas vezes para fora, quase que no mesmo local. Acho que o Cruzeiro treinou com o gol um pouco mais pra direita, ou no Mineirão o gol fica naquele local, porque nunca vi tanto chute errado no mesmo lugar.

No final do primeiro tempo o Cruzeiro começou a atacar muito e deixou espaço para o Defensor, que chegava razoavelmente bem nos contra-ataques, todos parados maravlhosamente por Dedé e Bruno Rodrigo. No último minuto de jogo quase levamos o primeiro gol. Num escanteio cobrado para o meio da área, todo mundo se embolou e a bola bateu na trave. No rebote, ela caiu nos pés do jogador do Defensor, que chutou quase da pequena área. Bruno Rodrigo, maluco que só ele, meteu um carrinho na bola e salvou o Cruzeiro.

Esse lance foi um aviso para a equipe que as coisas poderiam mudar rapidamente na partida. E foi o que aconteceu no segundo tempo. O Defensor voltou melhor e, numa falta – que pra mim foi mal marcada – eles chegaram ao primeiro gol. Não teve erro de formação de barreira, nem posicionamento. Foi uma bela falta, que todo e qualquer goleiro levaria o gol. Não entendo como qualquer gol de falta contra o Cruzeiro causa um alarde tremendo. Se fosse qualquer outro time levando esse gol ninguém estaria cornetando a barreira ou o goleiro, todos achariam que foi uma boa cobrança.

Com o gol do adversário o Cruzeiro foi ainda mais pra cima e conseguiu um pênalti, graças ao maluco que meteu uma sola na cara do Goulart dentro da área. Tem gente dizendo que aquilo não foi pênalti, mas pensem se a jogada fosse no meio-campo. Não é uma falta para amarelo?

Dagoberto, que nunca havia errado um pênalti jogando pelo Cruzeiro, foi para a bola e… errou. Foi um erro normal, acontece com todo mundo, mas achei que – como ele já havia esperado o goleiro cair para o outro lado – Dagoberto poderia ter colocado a bola com mais cuidado. Mas todo mundo tem direito a errar um pênalti na vida, e – infelizmente – aquela foi a hora de Dagogol errar o seu. Ele comentou a situação:

Eu tive a chance no pênalti. Se empata, com um a mais, muda a história do jogo. Acho que fizemos um bom jogo, mas futebol se resume em gol, e nós não fomos competentes em fazer. A equipe está de parabéns pelo que demonstrou. Lutou o tempo todo, mas futebol é assim mesmo.

E Dagoberto está coberto de razão. Se faz o gol, provavelmente o Cruzeiro conseguiria a virada, com um a mais em campo e toda a tranquilidade de não estar atrás no placar. Mas com o erro o time se desesperou mais ainda e foi com tudo para o ataque. Tanto que Dedé virou quase que um quarto atacante.

Num escanteio, o Cruzeiro foi com todo mundo para a frente para tentar empatar. A bola foi tirada da área e caiu nos pés de Arrascaeta, que fez uma jogada genial, chapelando dois de nossos jogadores e deixou Gedóz, o nome do jogo, frente a frente com Fábio. O brasileiro do time uruguaio tocou por cima de nosso goleiro para matar o jogo.

E foi apenas isso. Um time desesperando que perdeu uma chance clara de empatar a partida num pênalti e sofreu um gol que matou a partida num contra-ataque. Não faltou “cancha”, não faltou futebol, não teve soberba, salto-alto, o time não é caseiro, não tem nada a ver com não termos a “pegada” de Libertadores, o Éverton Ribeiro não é ruim, está jogando bem em 2014 sim, ninguém está jogando na equipe com nome, nada disso. Esse tipo de coisa é besteira, reação absurda a uma partida ruim. Foi SOMENTE uma partida ruim, contra um bom adversário, que conseguiu aproveitar nossos erros.

Duas coisas que me assustaram foram como o time se desesperou após levar o gol e como essa equipe erra gol. Não adianta jogar com 11 pessoas no ataque, desesperado, sem se preocupar com a defesa. Temos que continuar com nosso jogo, nosso bom toque de bola, tentar criar – como a gente normalmente faz – com tranquilidade. Não adianta o Dedé correr para o ataque quando estamos perdendo. Ele não é um atacante. E não vai resolver nada lá na frente.

Temos três jogos para vencer. E vencer bem. Ainda acho que com 12 pontos podemos nos classificar em primeiro lugar no grupo. São duas partidas em casa e uma fora contra a La U, que goleamos aqui no Mineirão. Não é fácil, vamos ter que trabalhar bastante, mas não é um absurdo também. O resultado ainda está nas nossas mãos. É ir a campo e torcer.

Até amanhã.

  • Acho que falta experiencia pro time saber jogar a libertadores ou alguma coisa assim. Contra o tupi, a gente saiu atras no placar tbm e o time soube manter a calma.

  • Barbara Lina

    Olha não sou especialista em futebol, sou apenas uma torcedora que ama torcer…Mas independente de ser normal perder, de estarmos na casa do adversário, e o adversário estar jogando bem, não podemos esquecer que se esse time que ganhar a libertadores, ele não deve entrar em campo como entrou, completamente perdido. Nosso time tem jogadores experientes e que deveriam, e acredito que sabem se portar em um campeonato importante como esse, mas não sei por qual motivo não foi isso que eles fizeram ontem. O Cruzeiro que esteve em campo ontem , não foi o Cruzeiro que costuma estar em campo, não foi um time com postura de campeão.
    Espero que eles não se julguem no luxo de perderem de novo, pois eles não estão em condições, se quiserem seguir em busca do tri!
    Só mais um detalhe perder é normal e sempre haverão desculpas…porém não acho que tem desculpa adequada por ontem, já que era o terceiro jogo, o time estava sem desfalque, não estava em altitudes altas…Logo perdeu ontem porque não jogou bem, apesar de no primeiro tempo ter tido mais posse de bola, não soube criar oportunidades e as que foram criadas foram desperdiçadas….quem mereceu ganhar ganhou…
    Boa sorte para nós e que essa equipe que tem muito potencial saiba utiliza-lo melhor!!!

    • Barbara, também não sou analista de futebol, mas eu vi um jogo chato e um Cruzeiro mais cá do que lá, ou seja, parecia estar com a cabeça em outro lugar, menos no jogo.
      Eu queria ter essa tranquilidade do Michael pra analisar a derrota, mas já estou sofrendo por antecipação e por conta da pressão que cai agora sob a Toca II. Ver o mesmo time avassalador de 2013 perder em dois jogos fora de casa nesta Libertadores não é o sonho de nenhum torcedor, mas pode pelo menos servir para dar uma chacoalhada na galera. Querem mesmo a taça orelhuda? Se quiserem, a terão, porque tem qualidade e técnica pra isso. Caso contrário, a classificação para as oitavas não sai…
      A torcida, apesar da raiva de ontem, estará no Mineirão no próximo jogo e vai empurrar os noventa minuto, tal como fez na final do Mineiro ano passado. E é claro que quer ver o time que deu um passeio contra a La U.
      A grande maioria confia sim, óbvio! Nós queremos a taça, mas é preciso que o time esteja querendo a mesma coisa. Agora é aguardar…

      ps.: talvez seja bom parar com essa coisa de que somos o time de outro mundo e que podemos jogar como o Barcelona. Odeio essa coisa de favoritismo. Bom seria se fosse igual ano passado. Ninguém dá nada, mas no final a gente brilha.

      • Barbara Lina

        Depois do jogo de ontem to vendo que se a classificação rolar…vai ser com tanta emoção que vai matar alguém do coração….

  • Tenho para mim que classificar bem na primeira fase é traz mau agouro pro Cruzeiro. Todas as vezes que o time foi campeão da Libertadores, ele se classificou na bacia das almas. E quando foi o melhor time do universo na fase de grupos, caiu nas oitavas. Eu sei, é supertição. Mas pelo menos estou mais calma que a galera. hahahaha

    • mikerenzetti

      É um bom pensamento hahaha, tomara que dê certo esse ano.