Derrotados pelo América, Nílton na reserva e Farías finalmente indo embora

Tempo de leitura: 4 minutos

Farías Cruzeiro

Olá amigos!

Hoje estou de volta, bem melhor do que ontem – que foi aquela lástima que vocês viram. Mas o problema é que não tem muita coisa acontecendo no Cruzeiro. Na verdade não sei se isso é um problema ou uma coisa boa, porque se está tudo tranquilo a gente não precisa se preocupar com nada. Não tem jogador rescindindo contrato, não tem especulação de alguém ser vendido, não tem briga, não tem nada.

A única coisa horrível que aconteceu ontem foi a derrota do time reserva do Cruzeiro para o América. Como assim o segundo melhor time do Brasil – atrás apenas dos titulares – perdeu para o ameriquinha? Que joga a série b? Sinceramente eu esperava mais de vocês gente. E nem tem jeito de usar a desculpa de que o time era ruim, estava muito mexido, pois Rafael; Mayke, Manoel, Alex e Samudio; Willian Farias, Nilton, Tinga e Marlone; Willian e Dagoberto, é uma escalação respeitável. Pelo menos 5 desses jogadores já foram ou voltarão a ser titulares. E o restante é muito bom também. Claramente devemos começar a campanha #ForaMarceloOliveira pois não quero um treinador que faça apenas a equipe titular ganhar jogos, quero uma pessoa que faça os reservas ganharem todos os jogos, quero que os reservas nunca percam para o América, ainda mais com Tcho sendo o destaque da partida.

Brincadeira gente (tenho que falar isso, vai que alguém acredita né). Falando em time reserva, Nilton está querendo voltar a ser titular, e conversou sobre a disputa no meio campo:

Cada um tem sua qualidade. O Cruzeiro tem um grupo competitivo. Todos tem uma sombra, e brigam pela oportunidade de ser titular. Da minha parte não é diferente, o setor mais disputado é o meio. Acho que todos estão fazendo por merecer e o clube só tem a ganhar com isto.

Concordo com o Nilton. É bom demais ter concorrência por posições na equipe. Os titulares ficam espertos, não se acomodam, e os reservas fazem de tudo para impressionar quando têm alguma chance. Mas sinto que não vai ser fácil para nosso camisa 19 voltar ao onze inicial do Cruzeiro. Henrique pegou sua vaga e está jogando tanta bola que hoje é um dos jogadores mais importantes da equipe. É nosso principal roubador de bolas, protege bem a zaga e os laterais e ainda tem um ótimo passe, ajudando a equipe na saída de bola.

Nilton falou também sobre o trabalho do Cruzeiro e explicou o sucesso da equipe:

– É o fruto do trabalho. Acho que é o foco e a concentração, quando entramos em campo e executamos, cada um no seu posicionamento. Aqui no Cruzeiro não tem vaidade, ego. Cada um tem sua parcela de contribuição, isto é o diferencial da equipe. Fora de casa, a gente fica forte como no Mineirão. Fator forte é a humildade de todos, a gente sempre respeita as equipes, fazendo gol, não virando a cara e fazendo jogada diferente.

Realmente o grupo do Cruzeiro é muito bom. Os jogadores parecem gostar mesmo uns dos outros, não vemos muitos casos de brigas entre eles, todo mundo se respeita. Parece um ambiente bem legal.

E uma pessoa que não vai mais participar desse ambiente, e aposto que você nem lembrava que ainda estava no Cruzeiro é Farías. O centroavante foi anunciado pelo Danúbio e não vai mais ficar ganhando dinheiro pra não jogar no Cruzeiro. Quando se falam em mercenários no futebol, todo mundo pensa nos caras que exigem muito dinheiro para jogar no clube, que recebem muita grana, que vão para outros times só pelo dinheiro. Mas o pessoal se esquece do outro lado. Dois jogadores que não querem largar o osso. E esse é o caso de Farías.

Quando foi decidido que ele não estava nos planos do Cruzeiro eu esperava uma rescisão de contrato e o rapaz voltando para a Argentina, tentando a sorte no futebol do seu país. Não acho Farías mal jogador, e até acho que ele merecia mais chances na equipe quando contávamos apenas com Anselmo Ramon. Mas isso acontece. Não sei o que se passava nos treinos, qual era seu comportamento para julgar as decisões do Cruzeiro.

Mas a atitude do jogador em recusar transferências, preferir treinar a jogar futebol por mais de dois anos, aceitando empréstimos curtos só para o Cruzeiro o continuar pagando é absurda. Não estou dizendo que ele está errado em querer cumprir seu contrato. Só acho estranho um jogador desistir de jogar futebol para receber um alto salário. Ele teve diversas ofertas de times argentinos, de times bons, que disputavam Libertadores, e preferiu ficar vendo Anselmo Ramon chutar uma bola para fora.

E é isso, vou ficando por aqui pois não sou nenhum Farías que não precisa fazer nada para ganhar dinheiro. Bora trabalhar.

Até amanhã.

  • Anderson

    Quando Perrela contratou o Farias pensei “pqp agr tem gol pra mais de metro” msm eu não o conhecendo, hj vejo como eu era bobo, qualquer jogador estrangeiro já fazia a alegria. Tempos difíceis aqueles. Ah, Mike cê num acha que a gnt ta precisando revelar um centroavante não?(achava que esse cara seria o vinicera, pois no fifa acho que ele é a maior promessa, hahahahahaha)

    • mikerenzetti

      Tá faltando centroavante novo no Brasil todo. O Cruzeiro deu mole com o Vinicera porque também acho que ele seria excelente – e titular – hoje e foi vendido barato.

      • Alexandre

        Cara, o Cruzeiro ainda tem 50% do Vinição e ele o contrato dele lá é só por 3 anos.

        • mikerenzetti

          Sério? Acho que não tem essa de 50% não, tem?