Maior público do Brasil, contratos longos e Marcelo Moreno pior funcionário

Tempo de leitura: 3 minutos

Marcelo Moreno

Olá amigos!

O post de hoje está meio atrasado. Isso é, se você notou que todos estão saindo às oito horas da manhã, todos os dias. Se você não notou então o post está na hora certinha. Espera… não, esquece tudo que eu disse até agora.

Saiu ontem uma notícia com os 100 maiores médias de público da última temporada (que para os europeus é do meio de 2013 até o meio de 2014) e o Cruzeiro é o melhor time brasileiro, na 70ª posição. O segundo é o Santa Cruz, que ocupa a 89ª posição. O líder da tabela é o Borussia Dortmund, que leva em média 80 mil pessoas a cada jogo. Está tudo muito bom, tudo muito bem, a gente pode zoar todo mundo, principalmente os atleticanos – que ainda acham, apesar de todas as provas – que vão mais ao estádio que os cruzeirenses. Provavelmente os bisavôs desses torcedores iam mais que nossos bisavôs cruzeirenses, mas esse panorama deu uma mudada nos últimos tempos.

Mas a coisa que me deixa meio CABREIRO nessa lista é que os principais clubes do mundo tem a taxa de ocupação do estádio em quase 100%. Arsenal, Bayern de Munique e Shalke 04 não lideram essa lista simplesmente porque seus estádios não CABEM mais pessoas. Não quer dizer que a torcida do Dortmund ama mais seu clube, quer dizer apenas que seu estádio é maior. Por exemplo, o estádio do Shalke cabe 61 mil pessoas. E eles tem ocupação de 100%, ou seja TODOS os torcedores vão ao estádio em TODOS os jogos. E é nesse quesito que a gente peca. Apesar de estarmos liderando o Brasil em média de torcedores, temos apenas 50% de ocupação nos jogos. Se TODOS os torcedores forem a TODOS os jogos, os 100% de ocupação, teríamos 62 mil pessoas de média, e seríamos o sexto clube mais bem rankeado. Parece até um desperdício esse tanto de lugar vazio nos jogos do melhor time do Brasil. Mas eu entendo todos os problemas de ingressos, valores, e tal, nem quero entrar nesse mérito. É só um dado a ser visto. Mas o Cruzeiro está no caminho certo, e os públicos tem tudo para melhorar, se o pessoal chegar num meio termo entre preços de ingresso e vontade de ver o time jogar bola no estádio.

Em outra notícia em que o Cruzeiro está fazendo tudo certo, os jogadores da equipe parecem estar ligados ao clube por longos contratos. O que vai nos poupar de muitos dramas – pelo menos nos próximos anos. Nossas principais estrelas, Fábio, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, tem contratos firmados até o final de 2016 (os dois primeiros) e 2017. Os que tem contratos terminando no final de 2014 são Henrique (que não vejo problemas ao renovar) e Borges (que talvez até seria uma boa terminar, pois o atacante terá 34 anos no momento). Outros que tem contratos até o final do ano são emprestados, Marcelo Moreno e Samúdio. O jogador paraguaio deve ser adquirido pela equipe, porque não é tão caro assim, mas o boliviano já não tenho tanta certeza.

Moreno não é unânime entre os torcedores, não é o melhor centroavante do mundo, e ganha muito dinheiro. Hoje, com o Grêmio pagando metade do salário e nos emprestando de graça, fica tudo bem. Mas não sei se o jogador vale a pena se o Cruzeiro precisar desembolsar uma grana preta e ainda pagar a totalidade do salário dele. Além disso, ele marcou o total de ZERO gols até agora, desde a volta do campeonato. Mas ele explica tudo falando sobre o jogo coletivo do Cruzeiro, aquele famoso MIGUÉ:

Independentemente de estar há três jogos sem fazer gol, importante é o Cruzeiro ser líder, mostrar bom futebol. A gente sempre fala que é um falso 9, abre marcação para outro infiltrar e fazer gols. O jogo coletivo é que exalta o bom trabalho do Cruzeiro.

Agora me dá licença que vou falar com meu chefe que o importante é nossa empresa ser líder e mostrar um bom serviço, que eu não fazendo nada abro a marcação para outro colaborador infiltrar e fazer aquele relatório maneiro na mesa dele.

Até amanhã.

  • alex

    Achava que só eu não via toda essa eficiência que dizem do M. Moreno… Tem que continuar tendo chances, mas para ser contratado com aqueles valores surreais que o Grêmio banca, fazendo só isso? Com o time distribuindo passes, e ele TEM CHANCES REAIS e perde quase todas que o dito CENTRO AVANTE tem que fazer não dá! E não tem argumentos táticos que me façam acreditar o contrário disso! Tem que provar muito ainda… Copa do Brasil está aí…
    Uma comparação ao extremo, Benzamar no Real é altamente tático…. e…. nem precisava falar né? Quando tem chance, não costuma perder!

  • Atacante que não marca gol é complicado. Tudo bem, no último jogo ele foi bem e fez uns pivôzinhos delícias, maas… ele está lá pra fazer gol.