A estranha contratação de Riascos

Tempo de leitura: 4 minutos
rindo bastante dessa montage

rindo bastante dessa montage

Olá amigos!

Hoje pela manhã Duvier Riascos foi apresentado como a mais nova contratação do Cruzeiro para a temporada 2015. Nossa equipe COMPROU 100% de seus direitos (não sei por quanto) num contrato de três anos. E até agora estou me perguntando por que raios o Cruzeiro fez isso?

Sim, parte do problema é o pênalti contra o Atlético. Você pode ser superiorzão e não se importar com isso, mas eu me importo e odeio aquele lance. Aquilo foi o ápice de tudo de mais errado que poderia ter acontecido numa partida de futebol. E Riascos não parece ter se importado tanto com a situação (o que só piora tudo). Vejam sua resposta para a inevitável pergunta sobre o fatídico momento que mudou pra sempre (e pra pior) a história do futebol mundial:

“Fico tranquilo, porque fiz gols quando joguei contra o Atlético. Somente no último minuto houve o pênalti. Joguei bem e fiz gols contra o Mineiro”

MAS NÃO FEZ O SUFICIENTE NÉ DUVIVIER? Fazer “gols contra o mineiro” e sair eliminado por ter perdido um pênalti no último minuto não é o suficiente para mim, ok? E ele continua com seus devaneios. Perguntado se bateria outro pênalti contra o Atlético, disse:

“Não teria medo. No futebol, podemos cobrar pênaltis e fazer ou não. Teria tranquilidade para cobrar, sem medo, porque, em campo, fui bem e marquei gols contra o Mineiro”

Ah, mas não bateria mesmo. EU sairia da arquibancada e bateria o pênalti em seu lugar. Pode ficar tranquilo, Riscos, eu não deixaria você bater esse pênalti nunca, ok. Mas tirando a besteira de lado (porque apesar de importante em nossos corações isso é tudo besteira), não entendo a contratação de Riascos pelo Cruzeiro no lado CIENTÍFICO da coisa. Não faz o menor sentido em nenhum aspecto. Vamos lá.

O Cruzeiro dispensou Borges e Dagoberto por serem jogadores caros que pouco fizeram pela equipe no ano passado, e que iriam fazer menos ainda na temporada que está por vir. Fez isso para economizar um dinheiro em posições repletas de jogadores. Para o lugar de Borges temos Leandro Damião e Joel (Júlio Baptista pode jogar por ali também) e para o lugar de Dagoberto temos Éverton Ribeiro, Willian, Marquinhos, o próprio Joel, Alisson, Judivan e Neílton. E chuta onde Riascos se encaixa na equipe? Exatamente em uma dessas posições.

Riascos deve ter um alto salário. Ele estava jogando no México – que não parece – mas é um futebol com bastante dinheiro. E devia ser o jogador com um dos melhores salários do Monarcas Morelia. Então, para acertar com o Cruzeiro, deve ter pedido bastante. E isso anula tudo que o Cruzeiro vinha fazendo em 2015. Mandar os velhos embora para aliviar a folha salarial. Se ele fosse um excelente jogador, um craque, que ia entrar para ser titular, eu entenderia. Mas isso provavelmente não vai acontecer. E é aí que a história fica mais maluca.

essa ficou boa também

essa ficou boa também

Realmente Riascos fez uma boa Libertadores, deveria ter eliminado o Atlético – ele e sua equipe foram superiores nas duas partidas – e sua passagem pelo Tijuana foi muito produtiva. Foram 23 gols em 64 jogos. Mas o problema vem após sua mudança de time. O rapaz foi para o Pachuca, também do México, e jogou apenas 18 partidas, marcando 2 gols. Um desempenho horrível. E um ano depois, se transferiu para o Monarcas Morelia jogando 30 vezes e marcando apenas 4 gols. Outra tragédia.

Alguma coisa aconteceu com o rapaz após sua passagem pelo Tijuana. Não sei se ele sonha com a perninha de cachorro faz xixi que o Victor levantou e a bola bateu sem querer, se ele não consegue acreditar até hoje que foi um dos responsáveis por rebaixar o nível da Libertadores deixando o Atlético ganhá-la, ou algo do tipo, mas o jogador não está rendendo. São dois anos terríveis.

Parei o texto para procurar mais a fundo sobre a vida de Riascos, pois enquanto eu escrevia fui ficando realmente curioso com sua situação. Ele caiu demais de desempenho. E acabei descobrindo coisas interessantes:

Segundo esse texto escrito por Enrico Bruno, Riascos REALMENTE tem uma instabilidade emocional e foi afetado pelo pênalti perdido. Ele saiu do Tijuana após uma semana da eliminação da Libertadores. Foi para o Pachuca e se envolveu em brigas com torcedores, e também não conseguiu segurar a onda no Monarcas Morelia. Ele não está num bom momento. E isso torna mais estranha ainda a contratação por parte do Cruzeiro.

Será que nosso clube sabe disso? Será que o estamos contratando pelo desempenho de 2013, sem levar em consideração os dois péssimos anos? Ou a instabilidade emocional? Se o clube sabe de sua instabilidade, eles esperam o consertar? Pegar um jogador que vem mal nos últimos dois anos, por causa de nosso PRINCIPAL rival e colocá-lo numa cidade que tem, sei lá, 10% de atleticanos enchendo seu saco diariamente? Será que estou fazendo perguntas demais? Pode ser que sim, para tudo. E a conta não fecha.

Riascos é bom, ele já demonstrou um futebol de certo nível. Mas ele não joga bem há 2 anos. E tem todo a situação da instabilidade. E do contrato caro. E da grande concorrência para a posição. Enfim, é muita coisa que joga contra de uma vez só. Mas como o grande poeta sempre diz: nunca diga nunca. Vai que ele vira titular, faz um bilhão de gols e se torne o melhor jogador da história do Cruzeiro? É uma possibilidade. Mas eu não faria tal aposta. E ainda tem o negócio do pênalti.

Até amanhã.

  • Danilo

    Isso daí é coisa de empresário, eu pelo menos não consegui achar outra explicação. Se pelo menos fosse um contrato de empréstimo de 1 ano tudo bem, mas comprar 100% de um jogador que vai ser 3º ou 4º reserva e fazer um contrato de 3 anos não tem uma explicação lógica. E eu to junto com vc Michael, eu não consigo não me importar com aquele maldito pênalti haha