Pisano na toca, Joel no Santos e Benecy falando bobagens

Tempo de leitura: 4 minutos

Olá amigos!

O Cruzeiro finalmente anunciou a contratação de Matías Pisano, mais conhecido como o Éverton Ribeiro que não tem medo do perigo. Depois de algumas complicações entre os noventa times que tinham parte do rapaz, Pisano chegou todo cheio de desenvoltura na Toca da Raposa, já demonstrando qual será seu principal dibre nos gramados brasileiros. Ele vai tentar passar por debaixo das pernas dos adversários. Sério mesmo. Não acredita em mim? Então leia as próprias palavras do jogador:

Estou muito feliz em estar aqui, com muita ambição. Vou fazer o possível para conseguir todos os objetivos no clube. Quero ser campeão. O clube é muito grande, a instituição, a torcida. Sempre gostei do futebol brasileiro, pela classe dos jogadores, e a estrutura daqui é incrível. Sou um anão (risos), tenho um e sessenta e cinco, mas para mim é melhor ser pequeno. Passo entre as pernas dos jogadores. Pra mim é tranquilo (risos).

Não sei porque, mas estou muito esperançoso com essa contratação. Pisano parece o jogador que a gente está procurando para substituir Éverton Ribeiro. Rápido, habilidoso e com uma bela gama de dibres humilhantes. Bom, isso foi o que vi no youtube. E você sabe como os vídeos de um jogador podem enganar.

E se um estrangeiro está chegando, outro está saindo. Joel acertou o empréstimo de um ano com o Santos. E para variar vou contra a torcida: não acho que Joel foi uma má contratação. Na verdade, acho que ele ainda pode ser um bom jogador. Mas é só um ~feeling~, como dizem, pode ser que ele falhe no Santos, o Cruzeiro o empreste para o Criciúma e ele suma para sempre. Mas não sei, vejo algo nele.

gostem de mim, pelo amor de deus

gostem de mim, pelo amor de deus

Joel é muito novo. Tem apenas 22 anos. Muito tempo para se desenvolver e se tornar um bom centroavante. No Coritiba ele fez boas partidas, mostrou que tinha algum tipo de talento. Tanto que o Cruzeiro foi lá e comprou o rapaz. Mas aqui ele não funcionou. Entrou mal na equipe – também ajudado pelo fato da equipe estar horrível – e se lesionou. Como me foi apontado no twitter no dia em que estava falando sobre isso, Joel estava entrando bem na equipe quando ele se machucou. Jogou três partidas (acho) como centroavante e deu uma dinâmica bem interessante à equipe. Quando se lesionou perdeu espaço, que foi preenchido com maestria por Willian. Espero que ele vá bem no Santos, se desenvolva e volte ao Cruzeiro como um jogador muito melhor. E se ele ficar no Santos (porque tem uma cláusula de compra), que tenha muita sorte na carreira, menos enfrentando a gente.

Agora vamos para o último, e mais maluco, assunto do dia. Benecy revelou que comprou um árbitro num jogo do Cruzeiro nos anos 70??!!? Tenho certeza de que ele achou que seria um assunto engraçado, uma grande história do futebol, já que o árbitro acabou não ajudando a equipe, mas na verdade foi só um dirigente confessando um crime absurdo dentro do futebol. Ele disse:

Só vou citar um caso específico, não falo o nome, aqui em Minas Gerais. O treinador era Ênio Andrade. E nós, através de indicação de uma pessoa, achamos que compramos um juiz. E o juiz falou: “olha, fique tranquilo que o time do adversário não sai do meio de campo”. Então, nos 45 primeiros minutos, ele deu muita falta só no meio de campo. Então, falei com ele: “é, o negocio, acho que vai dar certo”. Só que, por azar nosso, o adversário chutou uma bola do meio de campo, o goleiro, eu posso falar o nome, Vitor, no ângulo e gol. E o juiz, então, o que foi que ele fez? Continuou dando falta só no meio. Só no meio. Só no meio. E uma hora, antigamente podia entrar dentro de campo, eu falei: “Velho, eu paguei você, vê se você dá o pênalti”. Ele falou assim: “manda o seu time lá para frente que eu dou o pênalti”. Aí falei com o capitão: “olha, manda todo mundo para frente, temos que empatar o jogo”. Aí foi para frente, toda bola ele dava falta contra o Cruzeiro. Eu cheguei à conclusão de que eu empreguei um dinheiro errado.

Em primeiro lugar quero dizer que o juiz também era um completo imbecil. Quem é comprado e fica dando falta no meio campo? Isso nem faz sentido. Você rouba um pênalti (como o Cruzeiro sofreu contra o Corinthians em 2010), anula um gol legal do adversário (como o Cruzeiro teve anulado contra o Vasco em 1974), faz qualquer coisa mas não fica dando falta no meio campo. O que isso vai resultar? Se você quer ser um juiz vendido você tem que fazer por onde.

Em segundo lugar, pelo amor de Deus como o Benecy é incompetente. Não consegue comprar um juiz direito nem nos anos 80. Naquela época podia tudo, não tinha tanta fiscalização, dava pra ter feito um trabalho bem melhor. O Cruzeiro tinha que ter desconfiado na época que ele não era um bom profissional.

Em terceiro lugar, e falando sério agora, isso é um absurdo. Se aconteceu algo desse tipo, ele deve ser afastado e até desligado do clube. Já não é bom ter um profissional que suborna árbitros, e pior ainda um que fala esse tipo de coisa num programa de TV sem a mínima noção da repercussão. O que ele estava pensando? Pra mim isso parece uma história aumentada pra fazer o pessoal a sua volta rir, não se parece em nada com a realidade do Cruzeiro, que sempre pareceu um clube correto. Mas vai saber, né? Eu é que não coloco a minha mão no fogo por ninguém dentro do futebol.

Até amanhã.