E o prêmio de pior negociação da história do futebol vai paraaaaa… o Cruzeirooooo

Tempo de leitura: 5 minutos

 

Olá amigos.

Ontem eu não consegui escrever aqui, mas foi por um motivo de força maior. Eu estava bebendo. Em plena quinta-feira. Pois é assim que a gente rola, como dizem os rappers. Então me desculpem por não poder vir aqui e fazer um conteúdo de graça diário com ótimos (segundo minha mãe) comentários acerca desse grande clube de futebol chamado Cruzeiro.

Ontem eu queria falar sobre a negociação maluca entre Cruzeiro e Palmeiras que resultou num empréstimo sem sentido do Willian. A acabou que perdi um pouco do “timming” como dizem os publicitários, porque hoje os ânimos devem estar bem mais acalmados do que no dia de ontem. Mas tudo bem, timming não é nosso forte mesmo, já que eu publiquei todo um texto gigante falando sobre o Willian poder ficar no Cruzeiro literalmente uns cinco minutos antes do Cruzeiro anunciar sua saída. Ficou como o texto mais inútil da história, coitado. Mas não é inútil, acho que tem uma conversa muito boa sobre ciclos de jogadores em clubes, sobre querer o mesmo futebol de atletas em times diferentes, enfim, clique aqui e vá ler esse texto.

Agora vamos para a negociação.

Se eu entendi bem, o Cruzeiro está emprestando o Willian, jogador com valor estimado em 4,5 milhões de euros (segundo o site transfermarkt) para que Robinho – que já tinha contrato com o Cruzeiro até o fim de 2017 e queria ficar no clube – não fosse vendido, numa suposta proposta que o Palmeiras recebesse. Além disso, o Cruzeiro tinha um passe fixado por Robinho e/ou poderia equiparar a proposta de qualquer clube interessado no jogador para tê-lo em definitivo. Digo “e/ou” porque em alguns lugares é noticiado que Gilvan disse que o rapaz tinha passe fixado, em outros lugares falam que esse passe é 10 milhões de reais, em outros dizem que a cláusula do Cruzeiro é só de preferência de compra se equiparar a proposta recebida por outro clube. É tudo bem confuso. Por exemplo, nesse texto aqui do UOL eles dizem que é passe fixado e que a multa é de 10 milhões. Mas né, vai saber.

Numa entrevista no final do ano Robinho deu algumas declarações um pouco estranhas:

“Até agora, não sei onde vou ficar. Se vou ficar aqui (no Cruzeiro), se volto (para o Palmeiras), se vou para outro lugar. É importante terminar assim (bem). Estou feliz pela atuação.

Tenho mais um ano de contrato, mas não sei o que pode acontecer. Eu quero ficar, mas nunca sei o mercado. Eu achava que ia ficar no Palmeiras e de uma hora para outra, tudo mudou. As coisas na carreira do jogador mudam rápido. Você faz um jogo bom e pode sair, pode vir alguém e te buscar. Espero ficar com o Mano (Menezes). Espero que ele continue (no Cruzeiro), pois muito do meu crescimento se dá por conta do trabalho do Mano”

Pelo que eu entendi isso era pra ser uma “pressãozinha” para que o Cruzeiro resolvesse sua situação rapidamente. Mas muita gente (lembrem-se da bolha) disse se tratar de mais uma das famosas propostas da China e começou a enlouquecer que “Robinho com certeza ia sair”, daquela maneira bem trágica que é familiar ao torcedor cruzeirense. Pois bem, com todo poder do jornalismo investigativo, fui ao google e digitei “proposta por robinho palmeiras” e nada. Tentei “proposta por robinho cruzeiro” e nada. Não desisti e escrevi “proposta robinho china” e nada novamente. Achei estranho não ter nada porque no mundo do futebol a gente gosta mais de criar especulação de transferência do que de assistir aos jogos. Ainda mais uma proposta da China. Tá na moda. E não ter nada sobre isso na internet é um indicativo muito forte de que não tem nada disso na vida real também.

Recapitulando. O Cruzeiro trocou um jogador que vale 4,5 milhões de euros pela não venda de um jogador já emprestado ao clube, e que – segundo o jornalismo investigativo e o google – não tem nenhuma proposta para se transferir. E mesmo se tivesse, o Cruzeiro poderia pagar o valor estipulado de 10 milhões de reais (ou cobrir a proposta) para contratá-lo em definitivo.

E isso pra mim não faz nenhum sentido.

Ainda mais porque vendemos nossos 40% do Fabiano por 4 milhões de reais para o Palmeiras. Nessa negociação ficamos com 2 milhões, e passamos a dívida restante de 2 milhões para o time de São Paulo. Será que não poderíamos pegar esses 2 milhões, juntar com outros 3 milhões e comprar 50% do passe do Robinho? Ou algo do tipo? O Willian foi contratado em definitivo pelo Cruzeiro pela bagatela de 3,5 milhões de euros. Foram 12 milhões de reais gastos no jogador que foi bi campeão brasileiro e o principal nome do nosso “não rebaixamento” em 2015. E nos desfizemos dele para não gastar 10 milhões no Robinho? Que jogou bem somente por alguns meses? E que – não me canso de dizer isso – JÁ ESTAVA EMPRESTADO ATÉ O FINAL DE 2017. Nós gastamos o valor do Willian, que segundo aquele site de transferências lá é de 4,5 milhões de euros hoje, para tirar uma cláusula no contrato do Robinho. Que a gente nem sabe se seria ativada. E mesmo se fosse ativada a gente ainda tinha a chance de passar na frente do negócio e contratar o jogador em definitivo.

E o mais maluco é que contratamos o Thiago Neves, que joga na mesma posição do Robinho. Lógico que é importante ter mais de um atleta por posição, que eles podem jogar juntos, etc… mas talvez tenhamos gastado 4,5 milhões de euros para retirar uma cláusula de um jogador que pode ficar bastante tempo no banco de reservas.

Não consigo entender esse negócio. Eu tento, tento e tento mais um pouquinho, mas só me parece que fomos passados para trás por esse diretor de futebol do Palmeiras que não lembro o nome agora. E fico pensando que em 2013 nós fizemos exatamente o contrário. Pegamos o Willian por empréstimo e ainda vendemos um lento e perdido Diego Souza, e isso foi uma das coisas que deu uma arrumada no Cruzeiro para conquistar o bi campeonato brasileiro. (Ricardo Goulart e Everton Ribeiro se firmaram, Willian começou a entrar na equipe e contribuir). Não lembro muito bem quem era o diretor de futebol e fez essa negociação pra gente, mas lembro que ele era bom.

Enfim, parabéns Cruzeiro, você ganhou o prêmio Cerveja de pior negociação de todos os tempos da história do futebol.

Até segunda.

Ei, não vá embora ainda. Cadastre-se aqui e receba nossos e-mails.

A gente não vai vender seu e-mail e nem encher o saco com spam, pode ficar tranquilo.
Não me siga

Michael Renzetti

Não sei nada sobre táticas, sobre jogadores, sobre times - bom, na verdade eu acho que não sei nada sobre futebol. Mas eu gosto de opinar.
Não me siga
  • Pierre Alexander

    Vou anular seu texto com apenas uma palavra: EMPRÉSTIMO. Quem lê seu texto tem a impressão de que o Cruzeiro de fato trocou o “valiozo Willian de 12 milhões” pelo “pouco valiozo Robinho de 10 milhões” e saiu no prejuízo. Não cara, isso não aconteceu. O Willian foi para o Palmeiras por empréstimo, assim como o Robinho ficará no Cruzeiro por empréstimo. Após o fim do contrato de empréstimo, os dois clubes podem renovar automaticamente por 2 anos com os jogadores. Ou seja, Robinho nos servirá gratuitamente por até 3 anos. Além disso, eles nos livraram definitivamente do Fabiano, jogador nem um pouco querido pela torcida. Ou seja, nessa negociação, mandamos um jogador em má fase que só estava entrando nos minutos finais sem acrescentar qualidade alguma aos jogos, vendemos o restante o Fabiano e nos livramos de uma dívida de 2 milhões, e ainda garantimos a permanência do Robinho por até 3 temporadas. Eu não consigo ver negócio ruim pro Cruzeiro aqui. Outro detalhe, se o Willian saiu foi a com permissão do Mano, ou seja, o técnico do time achou melhor não contar com ele. Em relação ao Fabrício, voltou a pedido do prórpio Mano.

    • Luís Filipe

      O negocio é que o proprio Robinho já ia ficar esse ano aqui.. poderia ser melhor formatado esse negócio para o Cruzeiro

      • Pierre Alexander

        Ficaria o Robinho aqui, se destacando e o Cruzeiro servindo de vitrine. Aí vem um clube da China, oferece pagar o que o Palmeiras queria e ele sairia e nós ficávamos a ver navios. O Willian não nos era útil mais e as propostas que chegaram por ele foram ridículas. Flamengo queria mandar o Cuellar, São Paulo Michel Bastos. Portanto, vender o Fabiano e garantir a permanência do Robinho me pareceu uma boa opção.

        • Gabriel S. Monteiro

          Alem do fato de que o salário do Willian é alto e agora vai ficar nas mãos do Palmeiras, caso o Cruzeiro tivesse comprado o Robinho por essa “pechincha” que estão falando, arcaria com o salário dos dois e ninguém pensa nisso.
          Palmeiras é um time grande que vai disputar títulos e pode servir como vitrine pra venda do Willian que ficaria encostado esse ano aqui, ou seja, foi uma bela negociação do Cruzeiro sim

    • Olha, eu não achei nada anulado. Nem com a primeira palavra, nem com o resto.

      E essa informação de renovar com os jogadores eu não entendi. Eles podem renovar os empréstimos, né? E isso quase quer dizer que foi uma venda, porque eles já estão na casa dos 30 anos, e com essas renovações eles praticamente ficariam trocados pelo resto da carreira (ou perto disso). Então a palavra EMPRÉSTIMO, que anularia o texto, quase que vira a palavra VENDA, que anularia seu comentário (risos).

      No texto estou dizendo que poderíamos ficar com Robinho E Willian, pagando pouco. Bem menos que pagamos para ter o Willian. E por isso é um péssimo negócio. Vamos lembrar que temos contrato com Robinho até o final dessa temporada e que poderíamos comprá-lo mais barato que o preço que pagamos no Willian.

  • Luís Filipe

    Também não entendi… qnd vi no SporTV eles falaram que Robinho ia ser emprestado por mais um ano… depois que vi que não era só pra não ter mais propostas… que troca ridicula essa… usaram uma boa moeda de troca (William) por NADA