Não tenha medo de ir ao estádio sozinha!

Tempo de leitura: 3 minutos

Em meu tempo de abstinência forçada de estádio, me bate uma saudade enorme de ir ao Mineirão. Em Toronto fui acompanhar um jogo da MLS do Toronto FC x Chicago Fire, mas… Enfim.

Essa semana comprei uma sackpack aqui. Após 5 anos, fui obrigada a aposentar a minha porque apareceu dois buracos em cada lado hehe. Um começou a aparecer ano passado e eu relatei todo meu SOFRIMENTO por isso. Realmente amava minha sackpack cruzeirense que me acompanhou em todos os lugares em 99% dos jogos que fui, inclusive em viagens de bate-volta para jogos no Rio.

A questão que quero relatar aqui é o porquê ela me inspirou a escrever esse texto.

Pois bem. A minha bolsinha <3 fazia parte do meu uniforme para o estádio pelo simples motivo que era prático. Diferentemente dos homens, nós mulheres não temos calças com bolsos suficientes que caiba o MUNDO lá dentro. Eu (digo: eu) não me sinto confortável em ir ao estádio com bolsa a tira colo pra levar meus pertences e essas que se coloca de lado são bem chatas pra poder torcer (PULAR) sem que a alça vá para o lado e caia.

E isso não é coisa fútil, eu realmente preciso levar:

  • Documentos
  • Chaves
  • Cartão do sócio
  • Óculos com caixinha*
  • Bandeira*

*Ok, isso é mais por necessidade particular hehe

Não sei bem como TODAS as mulheres preferem fazer, mas geralmente carregam esses outros tipos de bolsas que não são confortáveis ou pedem ajuda pra que alguém guarde para elas. Mas enfim… quero falar aqui sobre como ir também sozinha ao estádio. Não é cagar regra, isso é só uma ajudinha camarada.

Primeiro clássico desse ano. Estava sozinha e encontrei com meus amigos lá. =)

Eu vou muito sozinha ao estádio, então a opção de pedir ajuda pra alguém guardar esses itens pra mim não é uma alternativa muito plausível. Pelo contrário, eu guardo as coisas dos meus amigos na minha bolsinha quando eles vão comigo.

E ir sozinha pode ser uma experiência aterrorizante para algumas mulheres, mas não é. Minha dica é: se tiver a fim e condições para ir, vá. Não dependa de ninguém pra isso. Em minha experiência pessoal posso dizer que sofri assédio sim, mas nada que o fato de ignorar, acelerar o passo e sair de perto não deixasse o outro ser sem graça. E até muitas pessoas começam a conversar porque você está sozinha, mas nada que saia do futebol. Há muitas mulheres acompanhadas por homens por lá e são respeitadas. Por que com você seria diferente?

Outra dica que posso dizer é sobre lugar no estádio. Se você se acomoda em um lugar, tente ir pra lá sempre. Já descobri que as pessoas tem tendência de irem sempre pra mesma localidade no estádio. Depois de um tempo, mesmo não sabendo o nome (desculpa pessoal), você vai se familiarizar com muitas pessoas que estão sentadas perto de você.

Na hora do jogo eu já não posso falar de nada. Eu só presto atenção no jogo mesmo, assim como quase todas (?!) as pessoas, então não há problema nenhum. Quando acabar o jogo, vá embora em paz. Acelere o passo se quiser, converse com um tiozinho sobre o jogo se quiser durante a saída. Não sei se sou sortuda, mas nunca aconteceu nada comigo. Já fui sozinha de ônibus e de carro, inclusive conheço até os flanelinhas.

Sobre violência, Brasil e etc… pode acontecer em qualquer lugar! A bolsinha é até um jeito de evitar mão leve. Se estiver na rua, acelere o passo só pra não dar muito bobeira. Mas repito: até hoje nunca aconteceu nada comigo. Ir ao estádio é muito bom como remédio contra stress, tem um ótimo clima e se gosta de futebol e tem condições de ir, vá. Seja mulher, homem, sozinhos, acompanhados. Vá!

Eu sei que muitas mulheres também vão sozinhas. Tá aí a Dona Salomé que não me deixa mentir! Mas é que já ouvi muitas vezes aquela expressão “mas você foi sozinha? oO”. Sim, já fui muitas vezes e sinto saudades demais de ir.

Mesmo que o técnico do meu time seja o Mano Menezes…

Alguma outra dica?

Luciana Bois

Luciana Bois

★★★★ Uma maria que possui a estranha mania de ter fé na vida. ;D
  • Júlio César Ferreira Barbosa

    Que bom! Você esta de volta, pensei que não escrevia mais. Lamentei: “que pena única mulher a ‘perder seu tempo’ com futebol, e com criticas excelentes sem os clichês masculinos, agora não escreve mais.” Mesmo não sabendo o que seja “sackpach”, acho que deve ser bolsa!! Pelo que li. Gostei do texto.
    Quanto ao Mano, também acho que esta fazendo algumas besteiras, como improvisar o Henrique na zaga contra o Bahia, pode? Mas todo mundo comemorou sua volta, será o quê esta acontecendo? Gosto do Adilson Batista, o quê você acha?
    Bem vinda de volta, não deixe de escrever sobre o nosso Cruzeirão.

    • Luciana Bois

      Então… eu não queria a volta do Mano não, mas ok. Espero que comece a rever os conceitos que ele têm. Ontem ele fez o simples que todo mundo espera e deu certo. Só isso. 😀