[CDM] A camisa branca do Cruzeiro (ou uma crônica sobre minhas superstições)

O empate amargo contra o Santos, no último domingo, acabou com a curta sequência do Cruzeiro vestindo a histórica camisa branca, que tanto nos trouxe boa sorte nos anos 1990. De uns anos para cá – mais precisamente desde aquele dermedibre 2011 –, o clube, quando mandante, passou a adotar o segundo uniforme como medida 

Continue lendo…

A torcida modinha às avessas

Já disse que um dos meus momentos preferidos no estádio se encontra quando subo a escada, entro na arquibancada e vejo o campo. É uma atmosfera única e irresistível que sempre me faz arrepiar. Reparo nada além do campo por um segundo, depois me lembro do universo. Neste jogo contra o América fiquei ali na 

Continue lendo…